Interiorização será prioridade diz novo comandante da Acolhida - Folha de Boa Vista
TROCA DE COMANDO
Interiorização será prioridade diz novo comandante da Acolhida
O general Sérgio Swghiel assume o comando da Ação Humanitária
Por Folha Web
Em 31/08/2021 às 15:48
A meta é atingir 3 mil interiorizações por mês, disse o novo comandante (Foto: Nilzete Franco/FolhaBV)

A partir desta terça-feira, 31, a Operação Acolhida passa a ter novo comandante, o general Sérgio Schwingel. A solenidade de troca de comando ocorreu no Centro Amazônico de Fronteira (CAF) da Universidade Federal de Roraima.

O general Antônio Manuel de Barros deixou o cargo que ocupava desde o início de 2020. “Foi uma grande oportunidade pra mim como gestor público, soldado e pessoa. Saio daqui fortalecido com os valores reais da vida, porque tivemos que lidar com coisas imprevistas, o ser humano é imprevisível principalmente dentro de uma crise humanitária. Acho que ganhei mais do que contribuí”, declarou o general.

“Na área de proteção e cuidados 10% dos internados eram venezuelanos e o restante eram brasileiros. Como conseguimos tratar todos? Porque a força tarefa estava aqui alocada. A crise vem sim, a trazer soluções, que pode beneficiar a todos”, enfatizou o general sobre a crise ocasionada durante a pandemia de Covid-19.

A troca de comando foi realizada no CAF da UFRR (Foto: Nilzete Franco/FolhaBV)

O general Schwingel que assume o comando, era o segundo subchefe do Estado Maior do exército. “Estou assumindo a partir de hoje a Operação, não posso falar de futuro, mas estaremos realizando muito trabalho. Continuarei trabalhando naquilo que o general Barros realizou até aqui”, citou o novo líder da Operação Acolhida.

“A minha prioridade será o reforço na interiorização e construção de novos abrigos afim de atender melhor os venezuelanos” enfatizou Schwingel.

Até o momento, foram 59 mil venezuelanos interiorizados no país. Segundo o Swghiel a meta é atingir 3 mil interiorizações por mês. “O foco final da operação é a interiorização, isso que vai dar condições para os venezuelanos terem dignidade no nosso país” concluiu.

Ainda durante a solenidade o general Barros recebeu homenagem do Exército pelos seus 43 anos de atuação exclusiva à instituição.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
2
4
Cadastrar-me Enviar Comentário
Damiao disse: Em 31/08/2021 às 18:42:56

"Tem e que acabar com essa operação acolhida, pois eles estão acabando com. Nossa cidade. #FORAACOLHIDA"