PUBLICIDADE
REINTEGRAÇÃO DE POSSE
Justiça determina retirada de família de lotes no Alvorada
Parte da rua Maria Martins Vieira foi interditada para o trânsito de veículos. A PM esteve no local para garantir a ordem dos trabalhos
Por Minervaldo Lopes
Em 11/07/2019 às 11:43
Máquina contratada pelo suposto dono dos lotes realizou a demolição de residências (Foto:Diane Sampaio/Folha BV)

Em cumprimento a uma decisão judicial, famílias foram desapropriadas de lotes situados no bairro Alvorada na manhã desta quinta-feira, dia 11. A ação contou com a presença de várias viaturas da Polícia Militar (PM).

Um advogado do suposto dono dos 14 lotes desapropriados contou à FolhaWeb que a situação da área já se arrastava há 20 anos. Ele ressaltou que depois de idas e vindas, a justiça estadual deu ganho de causa a seu cliente e a decisão não cabe mais nenhum recurso.

“Esse é um processo antigo, uma área invadida nos anos 90, ele [cliente] entrou com as medidas judiciais cabíveis e agora o juiz determinou a reintegração, pois todas as chances de conciliação com as famílias que estavam aqui foram esgotadas, não cabendo mais nada. Nós estamos apenas cumprindo o mandado de emissão de posse que determinado pela justiça”, ressaltou Rodson Fernandes Moreira.

PUBLICIDADE

A reportagem esteve no local por volta das 10h15 e constatou que parte de um dos lotes já havia passado pela desocupação e demolição de residências. Um trecho da rua Maria Martins Vieira estava bloqueado para o trânsito de veículos e todo o trabalho foi acompanhado de perto por curiosos e pelas famílias atingidas pela decisão.

“Como é que ele é dono de uma terra, que ele supostamente diz que está legalizada, no nome dele, e deixa chegar a esse ponto? O pessoal gastar o seu suor, dar o seu financeiro todinho, às vezes dando o que não tem, pra chegar uma máquina e derrubar tudo isso aqui? Porque ele não chegou no início e falou que essa terra já tinha dono?”, questionou um dos moradores, que não quis se identificar.

O morador afirmou ainda se sentir injustiçado com a decisão, uma vez que investiu tempo e dinheiro para estar naquele local. "Só não estão na rua porque tenho parentes, mas nós investimos tudo aqui. Temos documentos que apontam que sou dono desse terreno. Como pode então esse tipo de coisa?", completou.

                       

Retirada de família de lotes no Alvorada
Em cumprimento a uma decisão judicial, famílias foram desapropriadas de lotes situados no bairro Alvorada na manhã desta quinta-feira, dia 11.
Retirada de família de lotes no Alvorada
A ação contou com a presença de várias viaturas da Polícia Militar (PM).
Retirada de família de lotes no Alvorada
Um advogado do suposto dono dos 14 lotes desapropriados contou à FolhaWeb que a situação da área já se arrastava há 20 anos.
Retirada de família de lotes no Alvorada
Ele ressaltou que depois de idas e vindas, a justiça estadual deu ganho de causa a seu cliente e a decisão não cabe mais nenhum recurso.
Retirada de família de lotes no Alvorada
A reportagem esteve no local por volta das 10h15 e constatou que parte de um dos lotes já havia passado pela desocupação e demolição de residências
Retirada de família de lotes no Alvorada
Um trecho da rua Maria Martins Vieira estava bloqueado para o trânsito de veículos e todo o trabalho foi acompanhado de perto por curiosos e pelas famílias atingidas pela decisão.
***
Gostou?
18
6
Estrela disse: Em 11/07/2019 às 18:25:39

"A justiça deveria ser mais ágil em colocar invasores pra fora."

Santos disse: Em 11/07/2019 às 13:29:46

"Titulo definitivo quem dá é a prefeitura. Escritura pública é no cartório de imóveis. O resto é conversa fiada. "

Roraima disse: Em 11/07/2019 às 13:16:20

"Invadem a terra alheia e ainda querem ter razão, invasores deveriam era indenizar o verdadeiro dono pelo transtorno causado ao dono do imóvel."

Rildo Lopes disse: Em 11/07/2019 às 12:04:30

"Acredito que independente de existir dono ou não. Isso não é justificativa para invadir. O problema é que virou habito, invasão ate bairro vira!"