Máscaras feitas por costureiras venezuelanas são doadas - Folha de Boa Vista
10 MIL MÁSCARAS
Máscaras feitas por costureiras venezuelanas são doadas
Lote composto por 10 mil unidades foi doado para Operação Acolhida
Por Folha Web
Em 28/05/2020 às 19:00
Máscaras feitas por costureiras venezuelanas são doadas (Foto: Divulgação)

Pela segunda vez no ano, a Embaixada da Venezuela no Brasil realizou uma doação de máscaras para os venezuelanos residentes no estado de Roraima.

Dessa vez, o lote está composto de 10 mil unidades que foram entregues ao general Antonio Manoel de Barros, comandante da Operação Acolhida, a força tarefa encarregada de receber e atender os migrantes venezuelanos no Brasil.

As máscaras foram produzidas por costureiras venezuelanas e tem no seu desenho as bandeiras dos dois países, além das siglas TMJ (tamos juntos). As máscaras serão distribuidas nos próximos dias pela Operação entre os venezuelanos que estão nos abrigos das cidades de Boa Vista e Pacaraima, no estado de Roraima.

O evento aconteceu na 1a Brigada de Infantaria de Selva, base da Operação. À cerimônia assistiram, além do general Barros e a sua equipe, o Ministro conselheiro da Embaixada da Venezuela, Tomás Silva, o líder da etnia pemón e representante local da embaixada, Ricardo Delgado, o Secretário Nacional de Proteção Global, Alexandre Magno e o Secretário adjunto dePolíticas de promoção de igualdade racial, Esequiel Roque, secretarias que dependem do Ministério da Mulher, Família e DD.HH. da ministra Damares Alves.

Nos próximos dias, o Ministro conselheiro da embaixada da Venezuela acompanhará à comitiva do Ministério em diversas reuniões com autoridades locais que tem como objetivo conhecer a situação dos indígenas venezuelanos que tem sido obrigados a se desplazar até Roraima, discutir iniciativas e presentar ações para promover o bem estar e a proteção dos direitos humanos dos migrantes venezuelanos.

 A embaixada da Venezuela no Brasil, chefiada pela María Teresa Belandria, acompanha o trabalho da Operação Acolhida desde fevereiro de 2019 e tem trabalhado em conjunto com a força tarefa para atender as necessidades da migração venezuelana.

 

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
2
3
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!