PUBLICIDADE
PRF
Motoristas não conseguem parcelar multas aplicadas pela PRF 
Empresa que faz o parcelamento de multas informou que precisa de autorização do Detran
Por Edílson Rodrigues
Em 09/05/2019 às 00:28
Multas de trânsito podem ser parceladas em até 12 vezes (Foto: Nilzete Franco / Folha BV)

Condutores de veículos que foi multados por agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) dizem que não estão conseguindo parcelar o valor das multas na Zignet, empresa que trabalha com débitos veiculares, pois ela não estaria autorizada pelo Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito) para fazer essa negociação. 

Um dos motoristas, que pediu para não ser identificado, contou à Folha que a PRF autorizou o Detran a realizar o parcelamento de multas, mas quando esteve na empresa para negociar, o atendente falou que até agora não foi repassada a autorização para que a Zignet parcele os débitos. “Fui informado que a PRF autorizou, mas o Detran não liberou o parcelamento”, contou.

O coordenador regional da empresa, Caio Correa, explicou que ainda não foi feita a autorização oficial entre os dois órgãos. “Estamos credenciados para fazer o parcelamento de multas que estão no banco de dados do Detran, mas, por enquanto, esse procedimento acontece somente com condutores autuados pelo órgão estadual e pela Prefeitura de Boa Vista até junho de 2018”, afirmou.

PUBLICIDADE

“Para que possamos parcelar as multas aplicadas por outros órgãos autuadores de trânsito, como PRF (Polícia Rodoviária Federal) e Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), é preciso que o Detran comunique essas instituições que há uma empresa que faz o parcelamento desses débitos. A autorização sendo liberada, poderemos atender os condutores que nos procurarem para negociar o valor das multas”, esclareceu Correa.

Sobre as multas aplicadas pela Polícia Rodoviária Federal, ele informou que já houve uma conversa com essa instituição, mas falta uma comunicação oficial do Detran junto a PRF para que libere esses débitos que estão na base de dados do Detran, onde a Zignet já tem acesso. “Acredito que essa comunicação entre esses dois órgãos deva ocorrer nos próximos dias”, comentou Correa.

DETRAN – A Folha entrou em contato com o Detran, mas foi informada que o presidente do órgão está viajando, mas nesta quinta-feira (9) estará em Boa Vista e poderá responder a demanda.


ERRATA

Sobre a matéria, cujo título é “NOS CARTÓRIOS – Comunicado de venda do veículo funcionará a partir desta quarta”, publicada na edição dessa quarta-feira (8), a Folha informa que o Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito) não iniciou o serviço nos cartórios da cidade, embora o representante do órgão tenha afirmando em entrevista que entraria em funcionamento nessa quarta-feira. 

Com relação ao valor cobrado pelo serviço de comunicação de venda do veículo, o proprietário quando for fazer esse serviço no cartório pagará R$ 19, referente à Certidão Notarial que dá fé pública à comunicação de venda, mais a taxa de 13 reais cobrada pelo Detran, totalizando 32 reais que devem ser pagos no cartório. 

***
Gostou?
1
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!