PUBLICIDADE
HGR
Paciente reclama de demora para cirurgia eletiva
A denúncia foi feita ao vivo durante o Programa Comunidade em Foco
Por Folha Web
Em 13/06/2019 às 20:30
Paciente espera por cirurgia há mais de trinta dias (Foto: Divulgação)

Um ouvinte da rádio Folha relatou que está internado há 30 dias no Hospital Geral de Roraima com o fêmur quebrado. A denúncia foi feita ao vivo durante o Programa Comunidade em Foco apresentado por Masamu Eda.

No relato, o denunciante contou que precisa comprar os materiais para fazer a higienização do quarto, além de produtos básicos para o curativo.

Rui Rocha contou que está hospitalizado no mesmo quarto do paciente que divulgou a situação do HGR em vídeo. “Esse vídeo repercutiu mas a situação é a mesma. Estou com a perna quebrada,  meus familiares estão comprando o material e minha esposa faz meu curativo” contou.

PUBLICIDADE

Na última semana, um paciente internado no Hospital Geral de Roraima gravou um vídeo mostrando uma grave infecção no braço e na perna  após passar por uma cirurgia, o homem contou que não apareceram enfermeiros para fazer a limpeza e novo curativo nos ferimentos.

Governo do Estado –  A Secretaria de Saúde informa que o paciente está internado desde o dia 16 de maio no HGR (Hospital Geral de Roraima) e que não há registro de denúncia na direção da unidade ou na Ouvidora do SUS (Sistema Único de Saúde).

Ressalta ainda que durante o período de internação do paciente, a farmácia do HGR sempre esteve abastecida com os itens necessários para a realização de curativo, que segue uma rotina de troca de acordo com cada situação.

Vale destacar que há processos tramitando para aquisição de insumos hospitalares e medicamentos, mas devem ser respeitados os prazos dispostos na Lei

Em relação aos materiais de limpeza, a responsabilidade é da empresa terceirizada contratada para oferecer os serviços pro HGR.

Qualquer cidadão tem o direito de reclamar caso seja mal atendido e que, para isso, o Estado dispõe da Ouvidoria do SUS, que é o órgão responsável por apurar as demandas relacionadas à saúde e dar um retorno à população, processo que é monitorado pelo Ministério da Saúde e pode ser acessada por telefone (95) 2121-0590 ou 136 (nacional), por e-mail (ouvidoriasus.rr@gmail.com), pessoalmente ou por carta endereçada à Ouvidoria da Sesau, localizada na Rua Madri, 180, Aeroporto, Boa Vista-RR, CEP 69.310.043.

***
Gostou?
1
1
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!