Pesquisa com testes rápidos vai entrevistar 310 pessoas em Roraima - Folha de Boa Vista
COVID-19
Pesquisa com testes rápidos vai entrevistar 310 pessoas em Roraima
Os municípios selecionados para receberem os pesquisadores são: Boa Vista e Rorainópolis. Até o momento, 190 pessoas já foram testadas na Capital
Por Folha Web
Em 16/05/2020 às 12:21
Até o momento, 190 pessoas já foram testadas na Capital (Foto: Divulgação)

Uma pesquisa financiada pelo Ministério da Saúde realizará testes rápidos em 310 pessoas em Roraima. Os municípios selecionados para receberem os pesquisadores são: Boa Vista e Rorainópolis. Até o momento, 190 pessoas já foram testadas na Capital.

Segundo informações da assessoria de comunicação do estudo, 18 pesquisadores estarão em campo em Boa Vista até esse domingo, 17, fazendo entrevistas e realizando os testes rápidos. Essa é a primeira fase da pesquisa, que teve início no dia 14 de maio.

As próximas coletas estão previstas para acontecer em 28 e 29 de maio, e 11 e 12 de junho. Nas três etapas, quase 100 mil pessoas em todo o Brasil terão sido testadas.

O estudo denominado “Evolução da Prevalência de Infecção por Covid-19 no Brasil: Estudo de Base Populacional” é financiado pelo Ministério da Saúde, coordenado pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), do Rio Grande do Sul, e executado pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope).

O objetivo é avaliar a evolução da prevalência de infecção por Covid-19 no Brasil, por isso o governo federal disponibilizou testes rápidos que detectam a presença de anticorpos IgM (de infecção mais recente) e IgG (de infecção mais antiga) para o novo coronavírus a partir de amostras de sangue coletadas por punção digital. Os resultados do estudo servirão para fornecer dados mais precisos sobre a doença, traçar estratégias para o combate da pandemia e basear ações e programas de prevenção.

A coleta de dados se dá no âmbito domiciliar. Em cada domicílio sorteado para a amostra, será anotada a lista de moradores, e um deles será sorteado para participar do inquérito. A cada nova etapa, a amostragem incluirá os mesmos setores censitários, mas domicílios diferentes daqueles incluídos nos inquéritos anteriores.

A PESQUISA - Todos os indivíduos selecionados para a amostra do inquérito populacional serão informados sobre o intuito da pesquisa, riscos e vantagens. O material e informações só serão coletados após assinatura do termo de consentimento livre e informado. Todos os indivíduos testados em campo terão um número de telefone celular registrado para que possam receber informação sobre o resultado do teste.

No caso de algum teste resultar em positivo, a Secretaria Municipal de Saúde será informada para providências necessárias e os protocolos do MS serão aplicados. As medidas de segurança biológica também serão adotadas, de forma a garantir a proteção da saúde dos entrevistados e dos integrantes das equipes de campo que atuam na coleta dos dados e do material.

A pesquisa envolve risco mínimo para a saúde dos participantes, pois consiste na aplicação de um questionário curto e realização de teste rápido. Se houver qualquer desconforto, o participante poderá deixar de participar a qualquer momento, conforme previsto no termo de consentimento livre e informado.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
2
0
Cadastrar-me Enviar Comentário
rnuj disse: Em 16/05/2020 às 12:49:55

"Eu quero testar. Estou com suspeita! "