PUBLICIDADE
EM DOIS MESES DE CHUVA
Prefeitura já retirou mais de mil toneladas de lixo das ruas
Nos meses de março a abril deste ano, 42 canais e valas foram limpos com o lixo e o entulho acumulados retirados
Por Edílson Rodrigues
Em 10/06/2019 às 00:37
Materiais se acumulam na grade de proteção do sistema de drenagem (Foto: Diane Sampaio / Folha BV)

O resultado do mau hábito de jogar lixo nas ruas aparece sempre que chove forte em Boa Vista. Nem mesmo nas vias que receberam obras de drenagem a água consegue escoar com facilidade devido o descarte irregular de garrafas pet, de refrigerantes, sacos plásticos e outros. Em vários pontos, o lixo se acumula na entrada dos bueiros e impede a passagem da água.

Com a chegada do inverno, a Prefeitura de Boa Vista reforçou os trabalhos da Patrulha da Chuva e da Operação Tapa Buracos, que são realizados durante todo o ano. De janeiro a maio deste ano, foram retiradas 29 toneladas de entulhos e galhadas.

Já a limpeza em canais de drenagem e valas realizados nos meses de março a abril resultou no recolhimento 1.8 milhão de quilos de lixo retirados de pontos de alagamento. Só neste período, 42 canais e valas foram limpos. Antes, vários pontos da cidade ficavam alagados, e hoje, com a drenagem aliada a limpeza eficiente, a água da chuva escoa em minutos.

A ação acontece em toda a capital de acordo com um cronograma e é coordenada pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos e Meio Ambiente (SPMA). O trabalho tem como objetivo evitar o acúmulo de água no período chuvoso e garantir o bom funcionamento da cidade, evitando que o lixo tome conta de bueiros, valas, córregos e igarapés, diminuindo os transtornos durante o inverno.

“É importante lembrar que é proibido depositar lixo, galhadas e entulhos na rua ou em locais que possam ocasionar alagamentos. A população deve ficar atenta e denunciar pelo número 156 ao ver pessoas cometendo esta infração”, informou a prefeitura em nota.

Alagamentos são ocasionados por lixo, dizem moradores

Na Avenida Via das Flores, no bairro Pricumã, por exemplo, alguns bueiros estavam entupidos. O lixo que não conseguiu seguir o percurso da água ficou parado na boca de lobo e era visível o acúmulo de água, causando o alagamento da via, o que pode causar algum tipo de acidente. 

A prefeitura de Boa Vista tem realizado a desobstrução dos bueiros para minimizar os riscos, porém sem o apoio da população o serviço torna-se insuficiente.

Antônio José Gouveia, dono de uma tapeçaria localizada na Avenida Via das Flores, disse que já viu equipes da prefeitura trabalhando para recolher o material que fica impedindo a passagem da água. “Quando vejo ruas alagadas tenho a certeza que tem algo errado, mas o erro não está com a prefeitura, mas com as pessoas que insistem em jogar lixo pelas ruas”, ressaltou.

Ele disse que é indispensável à população ter cuidado nesse período chuvoso. “Eu mesmo que trabalho aqui na tapeçaria e sobram restos de materiais, tenho o maior cuidado. Todo o nosso lixo aqui é colocado para fora de casa somente em dias que o caminhão da coleta passa. Isso evita que a chuva arraste os sacos para os bueiros. Se todos fizessem sua parte não teríamos esses problemas, pelo menos nos locais onde já foi feita obra de drenagem”, ressaltou.

A reportagem também andou pela Avenida Mário Homem de Melo, mas nos bueiros visitados não havia lixo impedindo o escoamento da água. “Quando chove por muito tempo é inevitável que não acumule água na avenida, mas logo escoa pelo bueiro, pois tentamos manter eles limpos, sem lixo entulhando”, comentou uma moradora que não quis se identificar.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!