PUBLICIDADE
ESPORTE
Programa Abrindo Caminhos incentiva participação de meninas
Proposta da unidade é ofertar atividades esportivas sem distinção de gênero
Por Folha Web
Em 13/06/2019 às 13:32
As aulas de futebol do programa contam com um total de 400 alunos. (Foto: Lucas Almeida/Sup. Com. ALERR)

O futebol é um esporte comum entre os homens, mas aos poucos vem ganhando adesão das mulheres, tanto na arquibancada como no campo. Um exemplo disso, são as meninas, Victória Rosal, de 12 anos, e Aldeniza Oliveira, de 14 anos, que treinam essa modalidade no programa Abrindo Caminhos, da Assembleia Legislativa de Roraima.

Victória Rosal ficou sabendo do futebol pelos primos, e movida pela curiosidade foi assisti-los em campo. Ela gostou tanto do treino, que pediu para a avó lhe matricular. Com três meses de aula, ela deseja virar uma atleta profissional.  “Eu me sinto poderosa e feliz no campo. Livre para fazer qualquer esporte que quiser! O futebol não é só para menino, se fosse assim a Marta, Mônica, Beatriz não jogariam futebol”, disse, ao se referir às jogadoras da Seleção Brasileira de Futebol.

Rabo  de cavalo, short, chuteira e bola no pé, descreve a jovem Aldeniza Oliveira, que começou a treinar no Abrindo Caminhos neste mês. Ela gosta do esporte desde pequena, inspirada pelo pai, e diz que já sofreu preconceito por jogar bola. “Os meninos não me aceitavam no começo. Diziam que eu não ia para frente, mas continuei e mostro que posso sim. As meninas podem jogar futebol, estudar e trabalhar”.

PUBLICIDADE

Ela reclamou que embora esteja acompanhando a Copa do Mundo de Futebol Feminino 2019, percebe que o evento tem menos visibilidade do que a masculina. “É uma injustiça, os meninos não são mais importantes que as meninas.”

Futebol no Abrindo Caminhos

As aulas de futebol do programa Abrindo Caminhos contam com um total de 400 alunos. O professor de futebol, Márcio Cassiano, explicou que apesar de a turma ter apenas duas meninas inscritas, o treino físico é o mesmo para ambas partes. “Sempre trabalhei com meninas no futebol, e apoio essa causa. Elas são exemplo no time, por mostrarem dedicação no treino”, explicou.

A diretora do programa Abrindo Caminhos, Viviane Lima, avalia que a participação das meninas no esporte tem potencial para aumentar ainda mais. Ela frisou que a instituição oferta atividades esportivas sem distinção de gênero. “Na verdade, ainda existe esse preconceito que a mulher não joga futebol, porém nós do Abrindo Caminhos estamos abertos para todos. O importante é fazer o que gosta, e ter a oportunidade de participar”, disse.

O programa da Assembleia Legislativa de Roraima atua desde 2016, com aulas de esporte, artes e educação para crianças, de 5 a 17 anos, de forma gratuita. A unidade fica localizada na na avenida São Sebastião, 883, bairro Cambará. Mais informações pelo telefone 98402-5014.

***
Gostou?
2
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!