Quase 20 mil venezuelanos foram interiorizados este ano - Folha de Boa Vista
OPERAÇÃO ACOLHIDA
Quase 20 mil venezuelanos foram interiorizados este ano
Só em novembro, 1269 deixaram o Estado.
Por Folha Web
Em 09/12/2020 às 16:46
A interiorização e o fechamento da fronteira contribuíram para que a taxa de ocupação dos abrigos caísse pela metade (Foto: Nilzete Franco/ FolhaBV)

O General Manoel Antônio de Barros, Coordenador da Operação Acolhida, conversou, nesta quarta-feira (9), com a nossa equipe de reportagem e revelou que quase 20 mil venezuelanos foram interiorizados, este ano, apesar da pandemia.

“Só em novembro, 1269 venezuelanos deixaram o Estado. Alguns idosos, inclusive. A solução não é para todos mas é possível sim. E isso é fruto de parcerias, 11 ministérios estão envolvidos na operação, a sociedade civil”, disse.

O General Antônio Manuel de Barros assumiu a coordenação da Operação Acolhida em Janeiro (Foto: Nilzete Franco/FolhaBV)

Segundo ele, a interiorização e o fechamento da fronteira contribuíram para que a taxa de ocupação dos abrigos caísse pela metade.

“Hoje, há pouco mais de 3 mil venezuelanos abrigados. Nós já fechamos dois abrigos. O Palácio Latife Salomão já foi desocupado e está sendo devolvido ao TJRR (Tribunal de Justiça do Estado de Roraima)”.

Núcleo de Saúde da Operação Acolhida

Segundo o General Barros, já está funcionando no Abrigo Pricumã um embrião do Núcleo de Saúde da Operação Acolhida, onde estão aqueles que precisam de cuidados médicos.

“Isso ainda está sendo consolidado pelo Ministério da Saúde mas nós queremos oferecer atenção primária e secundária no local. A terciária, que são as cirurgias, não será possível”, disse.

Ainda de acordo com ele, será feita a gestão interna da saúde dentro da Operação Acolhida e a centralização, no sentido de identificar o problema e buscar o tratamento adequado.

“Nós já tínhamos o Hospital de Campanha, em Pacaraima, a Área de Proteção e Cuidados. O isolamento se transforma agora no Abrigo Pricumã, que atenderá também os casos suspeitos de Covid-19. Eles são identificados, consultados e isolados. Fazemos o acompanhamento e, se necessário, encaminhamos à rede pública de saúde”.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
1
7
Cadastrar-me Enviar Comentário
Damiao disse: Em 10/12/2020 às 11:29:53

"Esse é o pior dinheiro gasto pelo Brasil. "

SANTOS disse: Em 10/12/2020 às 08:02:53

"- O que são 20 mil, ante os mais de 100 mil que adentraram ao território brasileiro, apesar da fronteira fechada? É correto que diminuiu o número de abrigos, mas como grande contingente dos imigrantes é de ilegais, estão perambulando pelas ruas, desocupados e contribuindo para aumento dos índices de criminalidade."