Roraima reconhecerá empresas que contratam autistas - Folha de Boa Vista
SELO
Roraima reconhecerá empresas que contratam autistas
Projeto que vai à sanção governamental prevê emissão do documento por órgão determinado pelo Governo do Estado em arquivo digital, sem custos
Por Folha Web
Em 22/06/2022 às 17:30
Ideia é enaltecer e homenagear empresas que adotem política interna de inserção no seu quadro de empregados de pessoas com TEA (Foto: Divulgação)

A Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) aprovou nesta quarta-feira (22), por 17 votos, o Projeto de Lei que cria o selo "Empresa Amiga dos Autistas". A ideia é enaltecer e homenagear os estabelecimentos empresariais que adotem política interna de inserção no seu quadro de empregados de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). A proposta segue para a sanção do governador Antonio Denarium (Progressistas).

A matéria prevê a emissão do documento por órgão determinado pelo Governo do Estado em arquivo digital, sem custos. O estabelecimento detentor do selo poderá utilizá-lo em suas peças publicitárias por um período de dois anos, podendo ser renovado por iguais períodos, sempre condicionado a outras iniciativas que venham a ser adotadas pela empresa.

A proposta prevê que os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário promovam, de maneira independente ou por meio de parcerias, campanhas com a finalidade de ampliar o conhecimento público do selo “Empresa Amiga dos Autistas”.

“Esse projeto visa a inserção das pessoas com autismo no mercado. Ganha o selo aquela empresa que reservar postos de trabalho para esse público, dando mais oportunidade, inclusão e independência para o autista”, explicou o deputado Neto Loureiro (PMB), autor da matéria.

O deputado estadual Neto Loureiro, autor da proposta (Foto: Eduardo Andrade/SupCom ALE)

O presidente da Casa, deputado Soldado Sampaio (Republicanos), disse que “é significativo premiar com esse selo amigo as empresas que, de fato, têm essa preocupação com nossos autistas”.

Presidente do Programa de Atendimento Comunitário, que inclui o Centro de Apoio à Família (TEAMARR), a deputada Angela Águida Portella (Progressistas) avaliou que a criação do selo chama a atenção da sociedade para a necessidade permanente de inclusão.

“Há dez anos, eram 150 pessoas para um autista. Hoje, são 44. Uma parcela muito grande da sociedade para ficar fora do mercado de trabalho. Então nós precisamos, sim, conscientizar e tornar o ambiente favorável para a inclusão dessas pessoas”, destacou.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
0
0
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!