PUBLICIDADE
CLÍNICA PROFTALMO
SESAU não renova convênio e mais de 2 mil pessoas ficarão sem atendimento
Para a cirurgia de Pterígio, cerca de mil pessoas estavam esperando atendimento, e mais de 500 pacientes pelo procedimento de catarata
Por Folha Web
Em 12/09/2019 às 00:17
Hiran Gonçalves “Convênio não foi renovado por falta de eficiência, por má gestão” (Foto: Diane Sampaio / Folha BV)

Cerca de duas mil pessoas que aguardam por cirurgias oftalmológicas na clínica Proftalmo deixarão de ser atendidas, porque a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) não renovou o convênio com o consultório. A clínica tinha um acordo com o governo do estado desde o ano de 2004, quando passou a prestar atendimentos à população por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com o sócio proprietário da clínica, o deputado federal Hiran Gonçalves, a Secretaria Estadual de Saúde informou que o contrato tinha sido cancelado sem dar maiores explicações. “Não renovou o convênio por falta de organização, de eficiência e gestão. Em maio deste ano, a Sesau, ainda na gestão anterior, nos enviou uma carta perguntando se queríamos prorrogar e respondemos imediatamente, inclusive enviamos, como de costume, todos os documentos necessários para a renovação do contrato. Quando foi agora, cerca de 20 dias atrás, a administradora da clínica levou a produção de abril, maio e junho, e foi informada que julho não precisávamos mandar, embora a gente já tivesse feito os atendimentos, porque a gente estava sem contrato”, contou.

“Ficamos surpresos porque nós mandamos a tempo os documentos e a renovação é automática. A gente envia a carta de interesse e eles prorrogam. Porém, até o momento, a Sesau não deu nenhuma informação sobre os motivos do não aditamento e isso nos obrigou a suspender o atendimento, prejudicando centenas de pessoas que dependem mensalmente do serviço de exames, e mais de duas mil que aguardam por cirurgias. Por exemplo, a cirurgia de Pterígio temos cerca de mil pessoas esperando, e mais de 500 pacientes aguardando pelo procedimento de catarata. A Sesau diz que não haverá problemas no atendimento, mas isso não é verdade, porque quem faz cirurgias em larga escala somos nós e a Oculistas Associados. É uma demanda muito grande”, explicou.

PUBLICIDADE

“A Sesau não consegue suprir atendimento de cirurgias de vesícula, ortopédicas, de hérnia. E o que é pior, nós temos recursos. Só eu, consegui, de janeiro até agora R$ 18 milhões que estão nas contas da Secretaria e boa parte não foi utilizado por falta de eficiência”, disse Gonçalves, afirmando que sobre o não aditamento do convênio ele não quer acreditar que seja retaliação. 

Ainda segundo o sócio proprietário da clínica, mesmo com notas de 2018 vencidas, a clínica continuou ofertando os serviços oftalmológicos à população. “Essa é a primeira vez que a clínica deixará de atender os pacientes do SUS. Nunca paramos de atender, mesmo com atrasos no pagamento de notas. Pra ter uma ideia, há 20 dias nós recebemos o pagamento de notas de outubro, novembro e dezembro do ano passado”, pontuou.

SESAU – A Secretaria de Saúde, por meio nota, informou que o convênio com a clínica Proftalmo venceu no dia 15 de junho deste ano, ainda na gestão anterior. Quando a secretária Cecília Lorezom assumiu a pasta, no dia 17 de junho, não houve como renová-lo em razão do vencimento do mesmo.

“Ciente da importância desse tipo de serviço para população, a Secretaria abriu um novo credenciamento para o cadastro de empresas. O processo está atualmente em fase de tramitação e todas as empresas especializadas em atendimento oftalmológico poderão participar”, diz trecho da nota.

A Sesau destacou ainda que possui contrato com uma empresa que presta o mesmo tipo de serviço e que a população continua sendo atendida normalmente, sem nenhum tipo de prejuízo. 

***
Gostou?
12
10
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!