PUBLICIDADE
PROCON
Serviço de telefonia e internet são as principais queixas
Demanda foi apresentada em audiência pública promovida pela Câmara Municipal de Boa Vista
Por Folha Web
Em 23/05/2019 às 15:38
Serviço de telefonia e internet são as principais queixas (Foto: Divulgação)

Desde 2018, o Procon Assembleia registrou 1.470 reclamações sobre telefonia e internet, sendo estas as principais queixas dos consumidores. Estes dados foram apresentados nesta quinta-feira (23), em audiência pública promovida pela Câmara Municipal de Boa Vista, para discutir a qualidade dos serviços.

O advogado do Procon Assembleia, Samuel Weber, participou do debate, e informou que os dados mostram a insatisfação dos consumidores em relação aos serviços ofertados, principalmente sobre a qualidade da internet, e a ausência de esclarecimento sobre a velocidade da conexão.

"Esse atendimento ainda precisa melhorar, e falta por parte das empresas, a transparência na hora de vender. A concorrência aumentou, mas a qualidade não. Esperamos que essa audiência possa ser um ínicio de melhorias para ao consumidor ", explicou.

Para coibir esses casos, o Procon Assembleia está visitando as empresas de telefonia e internet, para a tirar as dúvidas e também entregando o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

A deputada Tayla Peres (PRTB), que preside na Comissão de Defesa do Consumidor e Contribuinte, da Assembleia Legislativa de Roraima, participou do evento e disse que pretende trazer a discussão para o âmbito estadual.  "Essa situação exige providências para minimizar o sofrimento da população. A comissão da Assembleia está à disposição para ajudar no que estiver ao seu alcance", disse.

Instabilidade da internet em RR

A audiência pública foi promovida para ouvir as empresas locais, e entender os motivos da instabilidade da internet no Estado. Foram convidados representantes das operadoras de telefonia, dos Procon Boa Vista, Estadual e da Assembleia. 

As demandas e os esclarecimentos das empresas farão parte de um relatório, que passará pela avaliação da Câmara, para que sejam desenvolvidas políticas públicas nesse segmento.  

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!