Tribunal de Haia nega pedido para parar investigação contra ditador Maduro - Folha de Boa Vista
CRIMES CONTRA A HUMANIDADE
Tribunal de Haia nega pedido para parar investigação contra ditador Maduro
Promotor Karim Khan, do TPI, ordenou o prosseguimento da investigação
Por Folha Web
Em 21/04/2022 às 16:00
O ditador venezuelano Nicolás Maduro responde processo no TPI (Foto: Twitter @NicolasMaduro)

O Tribunal Penal Internacional (TPI) negou o pedido de Nicolás Maduro para interromper as investigações contra o ditador venezuelano por crimes contra a humanidade, sob o argumento de que as apurações internas já estão sendo realizadas no País.

Com isso, o promotor Karim Khan, do TPI, ordenou o prosseguimento da investigação.

“Dado que nenhuma informação nova parece ter sido apresentada que justificasse a revisão de sua determinação anterior, a avaliação prévia de complementaridade do Escritório sob a seção 53(1)(b) não é afetada pela Solicitação de Adiamento. Consequentemente, e o mais rápido possível, o Gabinete do Procurador solicitará à Câmara que autorize a retomada de sua investigação nos termos do artigo 18(2) do Estatuto”, disse Khan em comunicado.

Ademais, Khan anunciou que vai solicitar autorização para convidar as vítimas ou seus representantes legais, bem como outros participantes interessados em formular análises.

Maduro ainda não comentou publicamente a decisão.

Juan Guiadó comemora decisão

Opositor de Maduro, Juan Guiadó, reconhecido por vários países como autoproclamado presidente da Venezuela, disse que o prosseguimento da investigação justifica o trabalho das vítimas, seus representantes e a sociedade civil no caminho da justiça. "A ditadura falhou em sua tentativa de simular a justiça", disse no Twitter. "Que isso encoraje ainda mais nossa luta por justiça, liberdade e democracia", completou.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
3
1
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!