PUBLICIDADE
UFRR
Universidade teve recomendação para não assumir Hospital das Clínicas
A recomendação partiu da Ebserh, que administra os hospitais universitários, e agora a UFRR está montando uma policlínica para 2020
Por Edílson Rodrigues
Em 13/08/2019 às 00:08
Jeferson Fernandes: “Ano que vem vamos fazer atendimento básico na policlínica da universidade” (Foto: Nilzete Franco / Folha BV) 

A ideia do transformar o Hospital das Clínicas Doutor Wilson Franco, localizado no bairro Pintolândia, em um Hospital Universitário não é nova. Em 2012, ainda na gestão do ex-governador José de Anchieta Júnior, o Estado teria tentado transformar o Hospital das Clínicas em Universitário, com financiamento da União, por meio da Universidade Federal de Roraima (UFRR). 

Mas essa mudança não foi aprovada, após técnicos da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que administra a maioria dos hospitais universitários no país, visitarem a unidade e emitirem um parecer técnico recomendando que a UFRR não aceitasse o controle do Hospital das Clínicas, porque não obedecia ao padrão mínimo que se precisava para iniciar as atividades de um HU ligado a Ebsehr.

Quando iniciaram essas tratativas, Gioconda Martinez era a reitora da UFRR. Segundo ela, à época, o Ministério da Educação estava passando o gerenciamento dos hospitais universitários para o controle da Ebserh, com a finalidade de facilitar a gestão. “Os técnicos vieram conhecer o hospital das clínicas, que não estava todo pronto, então foi feita a proposta de fazer o terceiro bloco, mas, para ser um hospital universitário vinculado a UFRR, só poderíamos receber a unidade quando estivesse concluído”.

PUBLICIDADE

Para construção do Hospital das Clínicas foram investidos mais de R$ 32 milhões, sendo que 40% desse valor foram arcados pelo governo do Estado, ou seja, R$ 12,8 milhões. O restante da verba foi de emenda parlamentar do ex-senador Augusto Botelho. “Eu dediquei três emendas para esse hospital. A primeira foi totalmente perdida. Depois coloquei R$ 16 milhões e ficou um tempo sem movimento, mas na gestão da ex-governadora Suely Campos foi que as obras tiveram andamento e a unidade foi inaugurada”, comentou o ex-parlamentar.

O atual reitor da UFRR, Jeferson Fernandes, disse que apesar da negativa de agregação do HC, existe uma decisão do Conselho Universitário para implantar o Hospital Universitário da UFRR. “Eu tenho trabalhado junto à bancada para que destine recursos, por meio de emendas, para construção e compra de equipamentos e tenho tentado ainda convencer a Ebserh de que nós somos uma das poucas universidades da região Norte que ainda não está com hospital universitário vinculado à Universidade Federal”.

Mas, enquanto não se tem uma decisão sobre o hospital universitário, Fernandes afirmou que está sendo estruturada uma policlínica em um espaço no Bloco 4 da UFRR. “Ano passado, fizemos adesão a uma ata de registro de preços para compra de equipamentos para dar suporte à policlínica. Agora estamos entregando esses equipamentos e em meados do ano que vem vamos fazer atendimento básico na policlínica da universidade”, disse. 

O reitor disse que o espaço está sendo readequando e está dependendo da liberação de recursos pra fazer as adaptações. “Estamos fazendo isso para demonstrar ao Ministério da Educação que temos condições de avançar para um hospital universitário. Existe uma real necessidade desse hospital, porque temos cursos nas áreas de saúde, medicina, enfermagem, psicologia e outros de áreas afins, que podem ter no hospital universitário como suporte para melhorar a qualidade na formação dos alunos”, esclareceu Fernandes. (E.R.)

***
Gostou?
7
3
Mirian disse: Em 13/08/2019 às 10:45:24

"A ufrr consegue atender o público em um anexo da universidade mas não no hospital das clinicas caso fosse permitido?"

Pandora disse: Em 13/08/2019 às 10:42:14

"Não serve para virar hospital universitário mas serve para o povo usar de qualquer jeito aff."

Ravena disse: Em 13/08/2019 às 10:39:58

"Foram gastos milhões no hospital das clinica e ainda não foi suficiente para virar um hospital universitário segundo eles, então se não serve para ser hospital universitário serve para virar hospital normal?Vai entender. Milhões e milhões..."