Motoristas acusam indígenas de bloquear rodovia em Uiramutã - Folha de Boa Vista
DENÚNCIA
Motoristas acusam indígenas de bloquear rodovia em Uiramutã
Denunciante disse que veículos são obrigados a parar, são revistados e os produtos encontrados dentro dos carros são levados pelos indígenas
Por Folha Web
Em 16/07/2021 às 09:30
Outra situação, é que os indígenas estariam tomando as mercadorias de comerciantes que chegam ao município (Foto: Divulgação)

O que ocorreu em abril e maio deste ano voltou a se repetir, no Uiramutã. Ontem, quinta-feira (15), indígenas bloquearam trechos da estrada que passa pelas comunidades Surumu e Urucuri, na região das Serras, Raposa Serra do Sol, que dão acesso à sede do município. Inclusive, segundo denúncia que chegou à redação da FolhaBV, os moradores daquela região e visitantes estão impedidos de trafegar no horário das 21h às 6h.

Outra situação, é que os indígenas estariam tomando as mercadorias de comerciantes que chegam ao município. O dono de uma panificadora localizada no bairro São Vicente, que também trabalha com a venda e entrega de produtos diversas como geladeiras, máquinas, gêneros alimentícios, bebidas e outros pelo interior do Estado, argumentou de todas as maneiras para não ter sua mercadoria subtraída, mas não adiantou nada.

“São vários indígenas à beira da estrada. Eles colocaram uns cones para impedir a passagem dos veículos que são obrigados a parar, são revistados e os produtos encontrados dentro dos carros são levados”, contou o pequeno empresário do ramo da panificação, que pediu para não ser identificado.

“Eles se aproveitam da oportunidade para fazer essa barreira. Estão saqueando. Só porque a estrada passa no meio da comunidade acham que têm direito de fazer o que querem, mas não têm. Eles podem fiscalizar a comunidade deles, para verificar se está entrando bebidas. Pode ocorrer um conflito entre indígenas e não-indígenas e acho que não vai demorar muito, porque essa situação está ficando insustentável”, disse.

Motorista tentando convencer indígenas de que não está correto o que eles estão fazendo (Foto: Divulgação)

Durante a abordagem, enquanto o empreendedor argumentava com os indígenas, um passageiro gravou a conversa. “Eu moro em Boa Vista e fui fazer uma entrega de uma encomenda em Uiramutã. No momento fiquei dentro do carro. Disse que não estava correto a atitude deles e que a Constituição Federal não estabelece o bloqueio de estradas que passam dentro de áreas indígenas e que não podem tomar os produtos. Mas não teve jeito, eles disseram que iam tirar a mercadoria e subiram no carro e tiraram a carga”.

Uma microempresária relatou que também passou o maior perrengue, meses atrás. “Aconteceu comigo, meu esposo e dois funcionários nossos. Pararam a gente e quando quiseram saquear nossa mercadoria, quebramos o maior pau e filmei tudo. E no nosso carro eles não puseram a mão e quando tentaram partimos pra cima da bronca. Ficamos mais de uma hora parados, mais passamos”, contou.

“Fizemos a denúncia com os vídeos, para várias instituições de segurança. Passou até um tempo sossegado, mas agora retornaram de novo com esse bloqueio e tomando as mercadorias dos comerciantes”, completou.

OUTRO LADO - A reportagem entrou em contato com o Ministério Público Federal em Roraima (MPF-RR) e com o Conselho Indígena de Roraima (CIR), que se manifestaram na manhã desta sexta-feira (16).

MPF - A questão retratada no vídeo está sendo discutida em processo judicial em trâmite na Justiça Estadual, portanto a atuação no caso está sendo feita pelo Ministério Público do Estado de Roraima. Em situações similares, o MPF/RR participou de reunião com as lideranças indígenas e expôs o posicionamento de que qualquer atividade de fiscalização territorial está submetida às leis vigentes no país, sendo vedado o exercício de poder de polícia por particulares, indígenas ou não.

O CIR se posicionou enviando o seguinte documento:

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
5
16
Cadastrar-me Enviar Comentário
Adriano Rodrigues Pereira disse: Em 16/07/2021 às 10:26:26

"Faz um barreira na saída da comunidade proibindo os indígenas de sair de suas comunidades. Vamos ver até quando eles aguenta. "

Guilherme magalhães disse: Em 28/07/2021 às 13:22:26

"aí surge PF até do inferno pra prender quem faz, ongs e a peste toda"

SANTOS disse: Em 16/07/2021 às 10:19:50

"- Urge uma providência de todas as autoridades competentes no caso, MPF, PF, FUNAI, STF. Isso não é manifestação, nem vigilância, É ROUBO, MESMO! - Os indígenas não têm razão nem autoridade para isso, além do que, sendo a rodovia a única forma de chegar até ao Município em tela estão eles aviltando o constitucional direito de ir e vir de qualquer pessoa no pleno gozo de sua cidadania. - Não hora de EXIGIR DIREITOS se dizem cidadãos, mas não respeitam os direitos dos demais cidadãos. Aí fazem o que querem e acham que ninguém pode fazer nada com eles por que são inimputáveis. - Esse bacanal tem que acabar! Uma hora o povo cansa de tanta impunidade e aí resolve a seu jeito."