PUBLICIDADE
TRABALHO ESCRAVO
Casal é resgatado durante operação em Mucajaí
Ocorrida ontem, 13, ação do Ministério da Economia contou com apoio do Ministério Público do Trabalho (MPT) e Polícia Rodoviária Federal (PRF)
Por Folha Web
Em 14/05/2019 às 09:20
Fiscais foram até o local onde casal de imigrantes era mantido em regime de escravidão (Foto: Divulgação/Ministério da Economia)

Um casal de imigrantes venezuelanos foi resgatado por auditores fiscais do trabalho durante uma ação de combate ao trabalho escravo realizada ontem, 13, no município de Mucajaí, região Centro Oeste de Roraima. A operação contou ainda com apoio de servidores do Ministério Público do Trabalho (MPT) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com o Ministério da Economia, o homem havia se tornado caseiro de uma propriedade em abril do ano passado. Na época, ele teria recebido a promessa de que recebia salário mínimo mensal, alimentação e habitação. Devido à insistência do empregador, ele acabou trazendo a esposa para auxiliar nos serviços em junho, também com mesma promessa, no entanto, as investigações do órgão apontaram que o casal recebia apenas R$ 150,00 e que há três meses estavam sem receber nada.

Ainda segundo o órgão ministerial, o suposto empregador teria reagido mal à denúncia, ameaçando os fiscais com uma arma e uma faca, sendo necessária a intervenção da PRF.

 Os fiscais também tomaram conhecimento que o empregador havia prometido ao casal que poderia pegar gêneros alimentícios de uma padaria com possuía no município, mas que o valor que ganhavam mal dava para manter a família. Quando foram até local onde viviam, a equipe constatou que os mesmos sequer possuíam o que comer.

Além de Roraima, as fiscalizações do Ministério da Economia ocorreram também nos estados do Maranhão, onde foram resgatados 19 trabalhadores, e da Paraíba, com 12 pessoas retiradas de situação análoga a escravidão.

Manuel disse: Em 15/05/2019 às 08:15:21

"Pontinha do iceberg que está chegando."