FUTSAL
Constelação vence Tiradentes e ergue a Taça de campeão Sub-20
A partida foi marcada pelo equilíbrio apesar da diferença de gols no placar. Com a vitória, o time das estrelas chega ao bicampeonato.
Por Bennison de Santana
Em 11/07/2018 às 07:31
Com o título o Constelação chega ao segundo título consecutivo (Foto: Bennison de Santana)

Constelação e Tiradentes entraram em quadra nesta terça-feira, 10, no Ginásio Hélio Campos para a disputa da segunda final do Campeonato Roraimense de Futsal Sub-20. No duelo dois da decisão melhor de três, quem se deu melhor foi o time das estrelas, que derrotou o adversário por 6 a 1. 

O resultado final deu o título ao Constelação na contagem final. Isso porque a equipe constelar entrou na decisão com um ponto de bonificação pela melhor campanha, e mesmo assim derrotou os rubro-negros por 9 a 1.

Na partida desta terça, com um equilíbrio apesar da diferença do placar, o time dirigido por Olano Matos conseguiu mais uma vez vencer a partida, somou três pontos finalizou o campeonato com sete na fase final melhor de três, descartando o terceiro jogo e levantou o troféu de campeão. 

O JOGO

No inicio da partida os dois times se encararam frente a frente. Mas quem saiu na frente do marcador foi o Constelação com o camisa 8, Matheus balançou as redes. Mesmo atrás do placar os inconfidentes não se intimidaram e jogavam de igual pra igual. A partida seguia com riscos de gols para ambos os lados.

A equipe constelar buscava o gol, mas a defesa do Tiradentes estava esperta.

Aos 14 minutos, numa confusão, bola disputada na área do Constelação, o jogador do Tiradentes cai e a bola bate no defensor constelar e pára no fundo das redes. Outra confusão começa porque o árbitro marca falta. Depois de muito papo, a arbitragem da gol de empate. Tudo igual 1 a 1. 

Com o placar igualado as duas equipes começavam  a trocar passes, mas as duas defesas estavam bem montadas taticamente. Fim de primeiro tempo.

A segunda etapa começou com tudo parelho, mas mais uma vez no início, Matheus marcou o segundo dele e o segundo do Constelação, 2 a 1.

Mesmo atrás do placar os rubro-negros partiam pra cima em busca do empate e o jogo começou a ficar mais eletrizante com boas chances de gols para o Tiradentes.

Passado os 10 minutos do segundo tempo, o Constelação fez o terceiro gol, com Marcelinho, camisa 12 numa jogada de contra ataque que deu traquilidade ao time de Olano matos. Um minuto depois, mais uma vez ele, em noite brilhante, Matheus fez o quarto do Constelação e seu terceiro na Partida.  

Na tentativa de reação, Rodrigo Viana, treinador do Tiradentes colocou Romailson como goleiro linha, mas o mesmo tomou um gol. André Arruda deixou o seu, 5 a 1 Constelação.

Com goleiro linha fora das traves, André Arruda mais uma vez balançou as redes, 6 a 1. 

Após  o gol, não teve mais chance de reação para o Tiradentes, fim de papo 6 a 1.

PÓS-JOGO (RESENHA)

Com o apito final, o ala Matheus Henrique, autor de três gols na partida, comentou a vitória. 

"O jogo hoje foi difícil, a equipe deles é bem forte, foi um dos nossos piores jogos e foi justamente na final, mas nós soubemos colocar a cabeça no lugar e vencer. Sobre os três  gols, eu treino muito to aqui quase todo dia, e quem trabalha Deus ajuda, e eu pude ajuda minha equipe", disse. 

Pelo lado do Tiradentes, o ala Maxivan Sousa, lamentou a derrota. 

"A gente jogou até  a metade do segundo tempo de igual pra igual com eles e faltou um pouco mais de tranquilidade pra nossa equipe. A gente fica triste, por não ter conseguido o título, mas ao mesmo tempo feliz por ter chegado na final, até porque muito queria estar aqui e aqui nós estamos", explicou.

*Matéria atualizada às 8h56 retificando o nome correto do atleta Maxivan Sousa.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!