PUBLICIDADE
OPERAÇÃO ACOLHIDA
Controle sanitário será reforçado na Fronteira, diz Mandetta
Por Folha Web
Em 18/01/2019 às 14:00
Ministro da Saúde está em visita a Pacaraima com equipe interministerial (Foto: Luislezzi Duende/Folha BV)

Em visita ao município de Pacaraima nesta sexta-feira, 18, os integrantes da comissão interministerial do Governo Federal destacaram a importância dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos no ordenamento na entrada de imigrantes pela fronteira.

Um dos pontos discutidos durante a visita foi à necessidade de reforçar o controle sanitário na fronteira. Atualmente, o Estado vive um surto de sarampo e outras doenças estão sob vigilância dos órgãos de saúde.

“Nós temos conhecimento de muitos casos de difteria, que é uma doença de uma letalidade muito alta e que nós não temos no Brasil. Precisamos aumentar o bloqueio aqui na fronteira, fazendo as ações de imunização, cidades por cidades, e alertando aos pais para que coloquem a sua carteira de vacinação em dia”, pontuou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

PUBLICIDADE

Todas as estruturas que compõem a rede de atendimento e acolhimento aos venezuelanos foram visitadas pela comitiva que está em Roraima desde a manhã de quinta-feira, 17.  “O que vemos aqui não precisa de ajuste. Tudo está funcionando plenamente e muito bem”, destacou o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo.

Azevedo já havia confirmado a intenção do presidente Jair Bolsonaro (PSL) de prorrogar por mais um ano a permanência das atividades desenvolvidas pela Operação Acolhida, por entender que o povo venezuelano não poderia ser entregue a própria sorte. Entretanto, também é consenso entre os membros do Governo que Roraima necessita de apoio, já que o acolhimento ao imigrante é dever do país, não somente do Estado.

“Com relação ao repasse de recursos, as planilhas já estão sendo feitas. Tem um grupo de trabalho interministerial coordenado pela Casa Civil cuidando disso. Vamos ver o prazo do recurso que termina no dia 31 de março, e fazer um novo para essa prorrogação”, completou.

A matéria completa você confere na Folha Impressa deste sábado, 19.

Colaborou a correspondente da Folha em Pacaraima, Nadja Bastos. 

***
Gostou?
4
0
Manuel disse: Em 18/01/2019 às 14:41:04

"Ah!!! pelo menos isto. Agora resta os desocupados, os criminosos... Cidadão de bem é sempre bem vindo em qualquer lugar."