PUBLICIDADE
CULTURA URBANA
Crianças aprendem em sala de aula sobre a arte do Grafite
Ações são alusivas ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil
Por Raisa Carvalho
Em 16/05/2019 às 10:30
Foto: Divulgação

A arte do grafite é uma forma de manifestação artística em espaços públicos. A definição mais popular diz que o grafite é um tipo de inscrição feita em paredes, porém a arte está ligada diretamente a vários movimentos, em especial ao Hip Hop. 

Para aprender um pouco mais sobre o assunto, crianças e adolescentes do Conviver, nos Centros de Referência e Assistência Social (Cras) participam de de Letras de Grafite, através do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), a Prefeitura de Boa Vista está promovendo oficinas de Letras de Grafite com as crianças e adolescentes do Conviver, nos Centros de Referência e Assistência Social (Cras). A atividade começou esta semana, no Cras Silvio Leite e Centenário e se encerra somente no mês de junho.   

As ações são alusivas ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, celebrado anualmente em 12 de junho. O primeiro serviço ofertado pelo município às crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidades é a inclusão no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (Conviver). Por isso, as ações deste ano foram destinadas aos mais de 900 integrantes do projeto.

 “A ideia é trazer uma atividade diferenciada a essas crianças, de forma atrativa, algo um pouco diferente das atividades que geralmente realizam nos Cras. É importante frisar que, quando encontramos uma criança em situação de trabalho infantil, o Conviver é o primeiro serviço ofertado a essas crianças e adolescentes”, declarou Lilian Santos, coordenadora do Peti municipal. 

Na oficina, os alunos estão aprendendo um introdutório, com noções de dimensionamento de letra, corpo, esqueleto, estrela, 3D e profundidade. O Grafite é um dos quatro elementos do hip-hop e da cultura urbana, que também incluem Djs, Mcs (Rap) e B-boy (Breakdance). 

Quem aprendeu rápido as técnicas básicas foi Jeferson Silva, de 10 anos, integrante do Conviver no Cras Centenário. Para ele, participar do projeto é um aprendizado. “Eu achei legal, porque a gente aprende a fazer letras melhores até para fazer desenhos com letras. Participar do Conviver é bom porque, ao invés de ficar em casa sem fazer nada, só assistindo televisão, aqui aprende alguma coisa”, disse.

História

O grafite está ligado diretamente a vários movimentos, em especial ao Hip Hop. Para esse movimento, o grafite é a forma de expressar toda a opressão que a humanidade vive, principalmente os menos favorecidos, ou seja, o grafite reflete a realidade das ruas.

O grafite foi introduzido no Brasil no final da década de 1970, em São Paulo. Os brasileiros não se contentaram com o grafite norte-americano, então começaram a incrementar a arte com um toque brasileiro. O estilo do grafite brasileiro é reconhecido entre os melhores de todo o mundo.

Grafite vs Pichação

Há quem se pergunte se o grafite é arte ou se trata de mera pichação. Tendemos a acreditar que o ato de pichar está intimamente ligado ao vandalismo e à noção de destruição da via pública, enquanto que o grafite está relacionado à uma conotação mais positiva.
O grafitismo é considerado uma arte de rua elaborada a partir de uma técnica mais complexa. Ele é tido por muitos como um ramo das artes visuais.
 
Confira a agenda das Oficinas nos Cras:
 

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
PUBLICIDADE