PUBLICIDADE
CRISE NA VENEZUELA
Crianças atravessam fronteira para ter acesso à educação
Os pais contam que a caminhada equivale aproximadamente a três quilômetros
Por Folha Web
Em 13/04/2019 às 15:30
Segundo os pais, as crianças caminham cerca de uma hora, para que seus filhos tenham acesso à educação na cidade de Pacaraima. (Foto: Priscilla Torres/FolhaBV)

Por: Priscilla Torres

Todos os dias, crianças venezuelanas atravessam com seus pais por rotas alternativas à fronteira entre Brasil e Venezuela, que divide as cidades de Pacaraima (Brasil) e Santa Elena de Uairén (Venezuela).

Os pais contam que a caminhada equivale aproximadamente a três quilômetros, cerca de uma hora, para que seus filhos tenham acesso à educação na cidade de Pacaraima, uma vez que em Santa Elena as escolas já não possuem mais recursos básicos para aulas.

Até o momento, a fronteira permanece fechada e cercada por militares por decisão do governo de Nicolás Maduro.

Mirian disse: Em 13/04/2019 às 20:10:11

"Sorte que nesse interior têm aula porque se fosse em qualquer outro não teria.Aí o sacrifício de atravessar seria em vão."

Ravena disse: Em 13/04/2019 às 20:04:26

"Aqui não está diferente não.Os alunos do interior não estão estudando Qual fronteira eles têm que atravessar para estudarem? Porque já vai chegar o meio do ano e nada de aulas."