SAÚDE
Crianças se alimentam melhor depois de cirurgia de adenoide
A retirada da adenoide ainda na fase infantil influencia na alimentação da criança
Por Raisa Carvalho
Em 07/11/2018 às 00:02
Otorrinolaringologista fala sobre a adenoide aumentada em crianças (Foto: Arquivo/Folha BV)

A adenoide é o nome dado a dois pequenos aglomerados de tecido linfoide que ficam localizados entre a parte de trás do nariz e acima da garganta. Sua função é proteger o organismo contra vírus e bactérias que entram pela cavidade nasal, "alertando" o sistema imunológico, que passa então a produzir anticorpos.

Grande parte dos problemas relacionados a ela acontecem durante a infância, uma vez que ela pode vir a obstruir a passagem do ar pelo nariz, problema conhecido como a hipertrofia de adenoide.

De acordo com o otorrinolaringologista Mauro Shimitz, a cirurgia para a retirada da adenoide é indicada ainda na infância, período onde causam as obstruções nasais e os roncos. “Quando a criança passa pelo tratamento ainda na infância, existem uma série de fatores que podem ser influenciados, com a cirurgia a criança consegue se comunicar melhor e até mesmo se alimentar melhor” explica o médico.

Grande parte dos problemas relacionados a adenoide acontecem durante a infância (Foto: Divulgação)

A criança com adenoide aumentada além de sofrer com o inchaço e inflamações, tem a voz mais anasalada já que a fala é dificultada quando a respiração ocorre mais pela boca. “O desenvolvimento infantil é o mais afetado, com adenoide inflamada, a criança não consegue dormir a noite inteira, ter um bom apetite e ganhar peso. O fato de a criança se alimentar mal está relacionado também com a capacidade dela sentir sabores e cheiros” diz.

Segundo o médico, os sintomas mais comuns são apneia (parada da respiração durante o sono) e respiração oral (pela boca). “A criança também pode ter mau hálito ao longo do dia e ficar muito irritada já que não consegue nem dormir ou comer direito” diz.

De acordo com o especialista, a cirurgia de adenoidectomia é de baixo risco, com resultados logo na primeira semana após o procedimento. “Quando uma criança que tem hipertrofia e está tendo a saúde prejudicada, a adenoide está trazendo mais prejuízos do que benefícios. A cirurgia é feita com uma anestesia geral e é rápida. Ela é feita pela boca da criança, em que é inserido um aparelho para a curetagem da adenoide” explica.

Buscando ajuda médica

Febre, ronco e dificuldade para respirar são alguns dos sintomas que os pais ou responsáveis devem ficar atentos. “Primeiro, o paciente passa por um pediatra, se o  quadro já se repetiu algumas vezes, o médico pode encaminhar o caso para um otorrinolaringologista, que irá investigar os sintomas e se tiver algum problema de adenoide, prescrever o tratamento” diz o médico.

A criança com adenoide aumentada sofre com o inchaço e inflamações (Foto: Divulgação)

***
Gostou?
2
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!