PUBLICIDADE
DSEI LESTE RORAIMA 
Deputado afirma ter conseguido R$ 25 mi para saúde indígena 
Ordem de pagamento da parcela de março que estava suspensa acaba de ser emitida pelo Ministério, segundo o parlamentar. Recursos estarão disponíveis em até dois dias úteis
Por Folha Web
Em 19/04/2019 às 02:10
Em ofício encaminhado para a Sesai no fim de março, Nicoletti ressaltou a urgência do repasse (FOTO: Divulgação)

O deputado federal Nicoletti (PSL/RR) informou que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, confirmou a liberação de R$ 25 milhões para o Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) Leste Roraima. A confirmação ocorreu, segundo o parlamentar, após ele ter feito articulações junto à Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), em Brasília, solicitando o valor referente à parcela de março, que estava suspensa pelo órgão. Com a emissão da ordem de pagamento, realizada nessa quinta-feira (17), os recursos estarão disponíveis em até dois dias úteis.

Em ofício encaminhado para a Sesai no fim de março, Nicoletti ressaltou a urgência do repasse tendo em vista que os funcionários das equipes multidisciplinares de Saúde Indígena estavam há quase dois meses sem receber salários, o que comprometia a continuidade dos atendimentos.

De acordo com Mandetta, a demora na liberação dos convênios ocorreu devido a uma análise mais criteriosa realizada pela pasta quanto à destinação final dos recursos, ponto que também foi destacado pelo ministro no vídeo gravado ao lado do parlamentar. Na gravação, Mandetta afirma que uma vez liberados os convênios, torna-se necessário intensificar a fiscalização para que a verba chegue, de fato, à ponta, para os indígenas. 

PUBLICIDADE

“É preciso fiscalizar. Fiscalizar é dever de todo mundo. Vamos fazer bom uso dos recursos da Saúde Indígena”, reforçou ministro. 

Da base do governo e vice-líder do PSL na Câmara dos Deputados, o deputado federal afirmou que pretende garantir a correta destinação da verba. 

“É uma excelente notícia. Trata-se de recursos de importância ímpar para a continuidade dos atendimentos de saúde aos índios do nosso Estado, em especial os que moram em áreas mais isoladas”, apontou o parlamentar. “A falta do repasse causava, inclusive, a impossibilidade de deslocamento dos trabalhadores para as áreas indígenas, dificultando a execução dos trabalhos nas aldeias. Agora, vamos fiscalizar com atenção para garantir que os recursos cheguem a quem devem chegar”, completou o parlamentar.

***
Gostou?
4
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!