Deputado denuncia que a capacidade de Guri é de apenas 5% - Folha de Boa Vista
NA ASSEMBLEIA
Deputado denuncia que a capacidade de Guri é de apenas 5%
O parlamentar pediu a união da classe política e dos poderes constituídos para buscarem uma solução para questão energética em Roraima
Por Folha Web
Em 10/03/2016 às 18:27

O deputado estadual Izaias Maia ao fazer um pronunciamento hoje (10), na Assembleia Legislativa, denunciou que o Complexo de Guri, na Venezuela, que fornece energia para Roraima, funciona atualmente com apenas 5% de sua capacidade. O parlamentar afirma que ele obteve as informações das autoridades venezuelanas.

Ele diz ainda que o alerta já vem sendo feito há alguns meses e caso nenhuma providência seja tomada haverá um colapso no fornecimento de energia ao estado. “Venho alertando há vários meses e infelizmente estão deixando o tempo correr e a situação a cada dia que passa fica mais difícil. Somos o único Estado do Brasil que depende de outro país para o fornecimento de energia. País esse que enfrenta a maior crise política e social, a miséria, a fome, brigas e mortes assolam a Venezuela, que também sofre uma grande estiagem. Sem água para gerar energia, imaginem a situação que vai ficar o Estado de Roraima? Se não tem energia para eles, imaginem para nós?”, discursou Izaias.

O deputado mais uma vez pediu a união da classe política e dos Poderes constituídos para se empenharem na solução da problemática que envolve a questão energética de Roraima.

Izaias citou que a justificativa dada à população pela Eletrobras (Centrais Elétricas Brasileiras) para o não funcionamento pleno do parque termelétrico seria a falta de combustível, ocasionada pela crise financeira enfrentada pela empresa.

Em aparte, a deputada estadual Aurelina Medeiros (PSDB) lembrou que a dívida referente à falta de pagamento de combustível, junto a Petrobras Distribuidora, não é do Governo do Estado, mas sim do Governo Federal.

“A culpa pela falta do combustível não é nossa, a dívida com a Petrobras não é do Governo do Estado, é do Governo Federal. É a Eletronorte (Centrais Elétricas do Norte do Brasil) quem recebe as contas de luz dos roraimenses e cabe lembrar que ela (Eletronorte) virou uma instituição Federal ligada à Eletrobras quando Roraima deixou de ser Território”, ressaltou a parlamentar.

Também em aparte, o deputado estadual Gabriel Picanço (PRB) criticou a postura da presidência da República por “perder a autonomia das decisões” no Brasil. “A BR-174 interditada, as obras do Linhão de Tucuruí paradas, infelizmente, o Ministério Público Federal, numa decisão monocrática, impede o desenvolvimento de Roraima”, destacou Picanço.

 GURI
A Linha de Transmissão de Guri transporta energia desde a Hidrelétrica de Macágua II, na cidade de Puerto Ordaz. O complexo de Guri, que inclui mais duas usinas, tem capacidade de geração de 12 mil megawatts. O contrato firmado entre o Brasil e a Venezuela, no ano de 2001, previa fornecimento mensal de energia em até 200 megawatts - ponta de carga máxima - ao longo de 20 anos para o Estado de Roraima.

No entanto, nos últimos anos, a Eletrobras Distribuição Roraima tem registrado uma redução considerável na carga recebida do país. Consumidores de dez dos 15 municípios de Roraima dependem da energia importada da Venezuela.

A capital Boa Vista e os municípios de Cantá, Rorainópolis, Alto Alegre, Mucajaí, Caracaraí, Bonfim, Iracema, São Luiz do Anauá e Pacaraima são interligados ao sistema de transmissão venezuelano. São mais de 120 mil unidades consumidoras, entre residencial, comercial, industrial e setor público, prejudicadas com os desligamentos e oscilações de energia.

Fonte: ALE

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
0
0
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!