Indígenas têm 800 hectares de grãos plantados em nove municípios - Folha de Boa Vista
ECONOMIA
Indígenas têm 800 hectares de grãos plantados em nove municípios
Expectativa é que sejam colhidas 6 toneladas de grãos por hectare, ação desenvolvida em projeto inédito
Por Folha Web
Em 24/07/2021 às 11:30
Plantio de milho e feijão busca garantir alimentação e gerar renda em aldeias indígenas. (Foto: Secom-RR)

Cerca de 800 hectares de grãos, predominantemente milho e feijão, estão sendo cultivados em áreas indígenas de nove municípios de Roraima. A expectativa é que sejam colhidas 6 toneladas de grãos por hectare. 

O programa estadual atende nove municípios (Alto Alegre, Amajari, Pacaraima, Uiramutã, Normandia, Bonfim, Cantá, Boa Vista e São João da Baliza), contemplando 51 polos, e seis etnias.

Os indígenas estão otimistas com a iniciativa. Para Ene Marques da Silveira, tuxaua da Comunidade Nova União, no Amajari, o sucesso da produção é o resultado de uma política pública que tem dado certo. “Com a parceria do Governo demos conta do nosso trabalho e com responsabilidade vencemos. Aqueles que não acreditaram no nosso grupo tenho certeza que vão voltar para trabalhar conosco”, afirmou.

"Eu digo que quem perdeu foram aqueles que não acreditaram em desenvolver esse projeto, está dando certo e com certeza teremos uma boa produção. Só temos a agradecer ao governador, a secretaria do índio, a prefeita e nosso parceiro, IFRR (Instituto Federal de Roraima)", ressaltou o tuxaua Pedro Henrique Padilha, da comunidade indígena Ponta da Serra, também em Amajari.

Agro em Campo

No projeto Agro em Campo Indígena, o Governo de Roraima fornece  maquinário, sementes, insumos como calcário, e é responsável pela capacitação e treinamento dos índios além do preparo do solo, semeadura, acompanhamento das lavouras e colheita.

O governador Antonio Denarium visitou uma plantação de milho na comunidade indígena Ponta da Serra. Segundo ele, o desenvolvimento plantio em desenvolvimento impressiona pelo resultado alcançado em pouco tempo.

"Estamos trabalhando para garantir a segurança alimentar das populações indígenas e também a geração de renda, uma vez que o excedente pode ser comercializado e garantir recursos para investimento no próximo plantio", detalhou.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
8
1
Cadastrar-me Enviar Comentário
Saúde Caburai disse: Em 24/07/2021 às 21:42:10

"7 Toneladas são pouquíssimo em relação a grandiosidade das terras, mas já mostra que são as comunidades que trabalham"

SANTOS disse: Em 21/07/2021 às 08:44:31

"- Alelluia! Até que enfim as imensas áreas das reservas indígenas vão ser úteis aos indígenas e à comunidade roraimense, produzindo alimentos."

Saúde Caburai disse: Em 24/07/2021 às 21:35:36

"quem deu as sementes e trator para arrar?"

Marco Aurelio Pinheiro Sousa disse: Em 21/07/2021 às 08:11:16

"Enquanto isso tem uma turma que vive às custas do Governo Federal que só vivem fazendo barreiras."

Saúde Caburai disse: Em 24/07/2021 às 21:37:20

"Sim, já é uma boa notícia.Muitos querem trabalhar e tem as pseudo lidrança que só pensa neles mesmos."