Telmário Mota diz ser vítima de ‘fake news’ e nega desistência do Senado - Folha de Boa Vista
ELEIÇÕES 2022
Telmário Mota diz ser vítima de ‘fake news’ e nega desistência do Senado
O senador reiterou o posicionamento de ser pré-candidato ao senado e disse que ninguém fala por ele
Por Cyneida Correia
Em 14/06/2022 às 15:30
Telmário Mota (Foto: Agência Senado)

O senador Telmário Mota (Pros/RR) negou o boato de que não vai concorrer a reeleição ao Senado nas eleições de 2022. Nesta terça-feira, 14, o parlamentar conversou com a reportagem da Folha e alegou ser vítima de “fake news”, reafirmando a sua pré-candidatura.

A pré-candidatura de Telmário Mota à reeleição no Senado tem sido alvo de questionamentos e notícias divulgadas em redes sociais por seus adversários políticos, informando que ele desistiria do senador e concorreria a uma cadeira na Câmara Federal. 

“Meus opositores estão desesperados e por isso espalham essa fake news. Deus e o povo de Roraima estão comigo e são eles que realmente sabem de todas as coisas. Sou, sim, pré-candidato ao Senado e não desistirei da minha candidatura”, afirmou Telmário.

“Nenhum político fala por mim, sou candidato a reeleição ao senado a qualquer custo” afirmou, explicando ainda que “os meus opositores querem saquear Roraima e isso eu e o povo que sempre acreditou em mim não deixaremos”, disse.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
3
4
Cadastrar-me Enviar Comentário
SANTOS disse: Em 15/06/2022 às 11:40:33

"- Com honestidade e sem paixões, não vejo a reeleição de Telmário Mota como tranquila. Não resta dúvida que a maioria dos demais candidatos são fracos, mas também não se pode esquecer que a eleição de Telmário lhe caiu no colo consequência da exacerbada vaidade pessoal de candidatos da época, como José de Anchieta, Luciano Castro, Dra. Rose de Tal, que de uma mesma coligação ficaram se degladiando. Além do mais, Telmário perdeu muito tempo chutando cachorro morto, preocupado em derrubar Romero Jucá, que já estava abatido, vítima de suas próprias trampolinagens. Há nomes novos que podem trazer alguma surpresa. Assim, é bom ficar de olho bem aberto."