PUBLICIDADE
CRISE MIGRATÓRIA
Comissário da ONU visitará Roraima esta semana
Filippo Grandi visitará instalações de acolhimento em Pacaraima e participará de reuniões em Boa Vista
Por Folha Web
Em 12/08/2019 às 12:32
Alto Comissário da ONU para Refugiados, Filippo Grandi estará em Roraima esta semana (Foto: S.Hopper/UNHCR)

O Alto Comissário da ONU para Refugiados, Filippo Grandi, visitará o Brasil nesta semana, no período de 15 e 18. A cidade de Pacaraima, situada no Norte de Roraima, também foi incluída na agenda de atividades.

De acordo com a Acnur, ele se encontrará com imigrantes venezuelanos que recém chegaram ao Brasil e escutar os riscos que sofreram durante sua jornada. Grandi também terá a oportunidade de conhecer a resposta emergencial que tem sido dada em Roraima, incluindo ações de abrigamento, alimentação, assistência legal para estrangeiros e projetos de promoção à integração local. 

Ainda segundo a Acnur, um coletiva de imprensa com o Alto Comissário da ONU para Refugiados deverá acontecer em Boa Vista, nesta sexta-feira, 16. Antes de vir para o Brasil, Grandi visitará o Chile, com o mesmo intuito.

PUBLICIDADE

*INFORMAÇÕES: Assessoria de Imprensa Acnur. 

***
Gostou?
2
8
RIPA NA XULIPA disse: Em 12/08/2019 às 15:30:59

"A ONU e nada é a mesma coisa!!! SE SERVICE PARA ALGO, IA NA VENEZUELA E RESOLVIA ESSA SITUAÇÃO... AO INVÉS DE IR ATÉ O VALENTÃO E RESOLVER, ACALENTA A VITIMA E CULPA O PROFESSOR PELO PROBLEMA. SÓ BALELA! VEIO SÓ PRA PASSEAR! NÃO VAI MUDAR EM NADA NOSSA SITUAÇÃO!"

Rildo Lopes disse: Em 12/08/2019 às 14:21:51

"não sei para que! na verdade sei, será para informar que estamos fazendo pouco. Vem apontar erros, mas não vai levar ninguem para o pais dele. "

Leitor assíduo disse: Em 12/08/2019 às 13:18:30

"A ONU tem que visitar a Venezuela e punir o seu presidente pelo crime que vem cometendo com o seu povo, e não verificar as instalações de acolhimento no Estado de Roraima. Ou então, que obrigue o Governo Federal do Brasil a ajudar efetivamente o Estado de Roraima. Até agora, Roraima continua sozinho sofrendo com essa imigração desenfreada. "