PUBLICIDADE
FUTSAL
Constelação derrota Vivaz e conquista título da Taça Cidade
O clube chegou a sua nona conquista dentro da competição, ganhando o direito de representar Roraima na Liga Norte de Futsal em 2020
Por Bennison de Santana
Em 19/06/2019 às 08:24
Constelares ergueram a troféu de campeão sobre o rival (Foto: Bennison de Santana/Folha BV)

O Ginásio Hélio Campos foi palco de mais um encontro do clássico das quadras roraimenses, entre Constelação e Vivaz, na noite desta terça-feira, dia 18. Na disputa do título, os constelares venceram os alviazulinos por 8 a 2, chegando a sua nona conquista na Taça Cidade Boa Vista de Futsal.

Apesar do placar elástico, o duelo entre os rivais foi bastante equilibrado, tenso e com bastante emoção. Se os constelares lutavam para dar fim à série, os alviazulinos tentavam levar a decisão para o terceiro jogo, o que deixou a atmosfera com mais cara de decisão ainda.

O Vivaz fez a melhor campanha na fase classificatória e por isso entrou em quadra com um ponto de bonificação. No primeiro jogo da série melhor de três, a vitória foi do Constelação, por 6 a 2, e com isso o time das estrelas reverteu o a situação a seu favor.

PUBLICIDADE

Com o triunfo desta terça-feira, os comandados de Olano Matos eliminaram a possibilidade do terceiro confronto e levantaram mais um caneco. A conquista deste ano do Constelação dá ao clube o direito de disputar a Liga Norte de Futsal em 2020. 

O JOGO - A partida não poderia começar melhor para os constelares, que na metade do primeiro tempo já marcava 3 a zero a seu favor. Vagner abriu o placar, Arkcson deixou o seu e Walter balançou as redes. Foi então que o Vivaz acordou para o jogo e mostrou reação.

Um dos craques do time alviazulino, Willyams, diminuiu. Jogador fez bom passe pelo lado direito e conseguiu um gol sem ângulo para festa e comemoração de sua torcida, 3 a 1. Duelo ganhou nova cara, ficou mais pegado, até que Vagner deixou o seu, ampliando a vantagem para 4 a 1.

No segundo tempo, a situação pedia reação do Vivaz. Foi então que o jogo ganhou equilíbrio e mais tensão ainda. Quando parecia que o Vivaz diminuiria, Dimas, que voltava de contusão deixou sua marca e fez o quinto gol do Constelação. Em menos de um minuto depois, Vagner mostrou que tem estrela e fez seu terceiro gol na partida, e o sexto dos constelares.

Precisando de um resultado favorável, Osmar Júnior optou pelo goleiro-linha. Daniel camisa 10 e o arqueiro Romarinho revezavam nas balizas em busca de balançar as redes constelares, o que incendiou o duelo. A pressão existiu, porém, responsável pelo chute final nas jogadas trabalhadas pelo Vivaz, Chapeleta pecava e a bola insistia em não entrar. Destaque para bela atuação do goleiro Erlison. 

Com a vantagem, o time das estrelas, por sua vez, se segurava e tentava responder nas bolas de contra-ataque. A pressão dos alviazulinos surtiu efeito, Vitão venceu a trave constelar defendida por Erlison, e fez o segundo do Vivaz, 6 a 2, para inflamar ainda mais o confronto entre os rivais.

O time dirigido por Osmar Júnior pressionava o adversário, porém, o tempo passava e a pressão crescia. Olano Matos optou por usar a mesma estratégia. Rafaelzinho foi o goleiro-linha constelar e o próprio camisa 7 deu passe para Vagner abrir vantagem, 7 a 2.

O Constelação então voltou para o jogo. Sem goleiro, Walter fez seu segundo gol e o oitavo do time das estrelas, que selou a vitória e o título, 8 a 2 e fim de papo. Na hora da premiação, quem compareceu para entregar as medalhas e os troféus de campeão e vice foi o jogador Thiago Maia, que passa férias em Boa Vista.

O QUE DIZEM OS ENVOLVIDOS? CONFIRA A RESENHA

Constelares e alviazulinos protagonizaram bom jogo (Foto: Bennison de Santana/Folha BV)

A Folha de Boa Vista esteve em quadra para conversar com alguns dos envolvidos na disputa do título. Com boa atuação, belas defesas e um dos jogadores determinantes na vitória constelar, o goleiro Erlison dedicou o triunfo e o título a Suelinton, seu companheiro de equipe que sofreu contusão e se recupera de uma lesão no rosto.

“A gente tem que tá preparado. Suelinton sabe que um dos meus sonhos era jogar com ele e realizei isso por ser mais novo e ele ser mais velho. Essa vitória é pra ele. Ele não queria se machucar nesse momento tão importante. Mas ele já tá bem, então, as vitórias da Copa do Brasil lá em Manaus e aqui é pra ele”, declarou.

Olano Matos, comandante constelar, comemorou mais uma conquista. Ele enfatizou as derrotas com aprendizado e declarou que a competição serviu para confirmar a crescente de novos garotos junto à equipe principal.

“Nossa equipe se comportou muito bem. Eu diria que aquelas duas derrotas que sofremos para equipe deles fez com que nosso time voltasse a crescer novamente. A gente treinou muito forte depois das derrotas, pra que a gente pudesse reverter essa vantagem”, revelou o treinador.

“Apesar de a nossa equipe estar desfalcada, mas fez com que nós conquistássemos mais atletas com o nível de classificação maior, como o Matheus, Arckson, Éden, e puderam nos ajudar bastante já que nossos jogadores mais experientes que são diferenciados não poderiam estar em quadra. Nossa equipe está de parabéns por ter feito um excelente jogo”, acrescentou.

Um dos nomes do Vivaz na competição, o ala Willyams lamentou o segundo revés e já projeta coisas boas para a equipe no Campeonato Roraimense.

“Não esperávamos esse resultado. A gente se preparou muito bem, inclusive, eles jogaram duas vezes e nós treinamos durante uma semana direto e pensou estar bem preparado. Na hora do jogo nós não conseguimos impor nosso jogo, nosso trabalho, mas agora é continuar, erguer a cabeça porque tem o restante do ano, tem o Estadual e se Deus quiser vamos conquistar”, disse o ala.

Do outro lado, o treinador do Vivaz Osmar Júnior lamentou a derrota nas disputas do título, já fica no Estadual. 

“Nas finais não conseguimos repetir o que fizemos na parte classificatória, principalmente no que diz respeito ao jogo de transição. A gente até começou melhor que eles, tivemos algumas chances no primeiro tempo antes de eles terem a primeira oportunidade e já marcar e aí nosso time teve dificuldade pra se manter equilibrado”, contou.

“De certa forma a gente tem que ter a cabeça no lugar, a principal competição do ano é o Estadual e está por vir. Uma coisa é certa, o Vivaz não desiste, não para de lutar e vai continuar lutando sempre”, finalizou.

 

***
Gostou?
1
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!