PUBLICIDADE
COPA BOA VISTA
Equipes questionam Lifaer por cobrança de taxa de inscrição
Para representantes, a medida é indevida, já que além de muitos grupos não dispor de dinheiro, o evento é bancado com verba pública
Por Folha Web
Em 22/08/2019 às 08:38
Equipes relataram se sentir prejudicadas com cobrança de taxa exigida pela Lifaer (Foto: Diane Sampaio/Folha BV)

BENNISON DE SANTANA
MINERVALDO LOPES

Editoria de Esporte

Representantes de times amadores que anualmente participam da Copa Boa Vista, uma das competições mais tradicionais da capital, procuraram a reportagem do Grupo Folha BV para questionar a cobrança indevida de taxa de inscrição por parte da Liga de Futebol Amador do Estado de Roraima (Liafer), responsável por promover o evento.

Essa semana, a questão foi levada ao conhecimento do vereador Wagner Feitosa, que informou está acompanhando o caso junto às equipes denunciantes.

PUBLICIDADE

“A Prefeitura e a Lifaer assinaram recentemente um convênio que prevê a realização de três competições, entre elas a Copa Boa Vista e o valor total desse convênio é de quase R$ 300 mil. Até aí nada de mais, só que é muito estranho a Liga cobrar uma taxa de inscrição de R$ 300 para uma competição bancada com recurso público. Isso que estão fazendo é indevido”, ressaltou o parlamentar.

Segundo um dos representantes, a cobrança de taxa estaria sendo realizada desde a edição anterior, no ano passado, e muitas equipes não dispõem de capital para tal finalidade.

“O convênio prevê que a Liga tem que passar tudo, do uniforme a bola para as equipe, só que distribuíram 1º bolas para 58 clubes, e nos causa espanto eles cobrarem taxa de inscrição, porque tem equipe que não tem esse dinheiro. Foi por conta disso que nós procuramos o vereador na Câmara, para saber se realmente há legalidade nisso”, completou.

Procurada, a Prefeitura de Boa Vista informou por meio de nota que a assinatura de convênio com a Lifaer tem como objetivo principal apoiar o futebol amador em Roraima, numa parceria que ocorre há sete anos. O valor total é de R$ 299.932,00, beneficiando diretamente mais de 2500 atletas.

“O repasse financeiro é destinado à compra de material esportivo, como bolas e rede, logística e ao pagamento da premiação”, completou.

Sobre a cobrança da taxa denunciada pelas equipes, o órgão recomendou a reportagem buscasse contato com a própria liga, para o repasse de detalhes sobre o assunto.

Já o presidente da Lifaer, Gilberto Ursulino da Silva, o “Popó”, esclareceu que a cobrança de taxa, ao contrário do que afirmou as equipes ao Grupo Folha BV, não é indevida e que a mesma é utilizada para cobrir despesas que não estão contempladas no convênio.

“A taxa de inscrição é uma norma da Lifaer para as despesas de matérias de expediente, funcionários, pagamento de imposto e alguns matérias permanentes. O convênio não contempla essas despesas”, reforçou.

***
Gostou?
1
4
Fabricio Maia disse: Em 24/08/2019 às 07:09:56

"Esperar o que de um futebol onde o presidente da federação esta no cargo a décadas."