Estádio Canarinho será entregue no 1º semestre de 2020 - Folha de Boa Vista
7 ANOS DE REFORMA
Estádio Canarinho será entregue no 1º semestre de 2020
Reforma iniciou em 2012, teve previsão de entrega para dezembro deste ano e de acordo com a Seinf, o estádio será entregue a população nos primeiros meses do ano que vem 
Por Bennison de Santana
Em 27/11/2019 às 00:00
O estádio está com 72,54% de sua obra já concluída (Foto: Diane Sampaio/Folha BV)

Quem esperava conhecer por dentro ou pelo menos reencontrar o Estádio Flamarión Vasconcelos, mais conhecido como Canarinho, terá que esperar um pouco mais. Sua reforma iniciou há sete anos atrás, em 2012, como promessa de subsede de Manaus-AM para Copa do Mundo de 2014 e até hoje (27) não foi concluída. Sem uma data certa, a previsão de entrega é para o primeiro semestre de 2020 segundo a Seinf (Secretaria Estadual de Infraestrutura).

No início de abril deste ano, a Folha já havia feito uma reportagem sobre o assunto. Na época, a obra estava em 70% e o investimento total da obra era de R$ 30.378.473,46. Em junho, durante a solenidade de entrega da medalha 'Ordem do Mérito – Forte São Joaquim' ao jogador roraimense Thiago Maia, o Governo de Roraima anunciou que o local seria entregue em dezembro/2019, o que não poderá ocorrer. 

De acordo com a Seinf a obra agora está com 72,54% e resta a finalização. O valor final será de R$ 34.395.387,05. O Canarinho está em fase de acabamento com louças e metais, pintura, forros e instalações elétricas. Refletores e elevador segue em fase de aquisição. Até momento já foi finalizada a colocação da fachada, urbanização (calçamento externo) e sistema de refrigeração. 

São quase oito anos de espera para reinauguração do Canarinho, enquanto isso, Boa Vista tem tido carência de um local apropriado para receber uma competição nacional dentro das regras estabelecidas pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol). A capital roraimense disponha-se apenas de dois locais: Campo da Vila Olímpica Roberto Marinho e Estádio Ribeirão. 

Só neste ano, os dois locais receberam competições nacionais, mas por não atender os critérios e aprovação dos CREA (Conselho Regional Engenharia e Agronomia de Roraima) ambos receberam jogos de portões fechados. A partida na Vila Olímpica pela Copa do Brasil no jogo entre São Raimundo e América-MG não teve torcedor. Já o Ribeirão também teve o mesmo problema envolvendo Mundão, só que desta vez contra o Rio Branco-AC pelo Brasileirão Série D e contra o Bragantino pela Copa Verde.  

NOVO CANARINHO - A Seinf informou por meio de nota que o novo estádio Canarinho terá capacidade para 4.556 lugares e, além disso, contará com outras instalações internas que vai desde a bilheteria, sala destinada aos jornalistas, até a administração. 

O espaço geral será composto pelo campo, 04 salas de socorro (enfermarias); 02 conjuntos de vestiários com salas de aquecimento em grama sintética; 01 conjunto de vestiários para arbitragem; 02 conjuntos de bilheterias; 01 sala para segurança; 01 sala para bombeiros; 02 depósitos; 01 sala para administração; 04 salas para federações; 01 sala para equipe de imprensa; 05 conjuntos de banheiros para o público; 01 conjunto de banheiros para profissionais em geral; 12 bares/lanchonetes; Acesso por rampas laterais e um elevador que possibilita o total acesso a PNE; Sistema de irrigação do campo automatizado; e Sistema de iluminação composto por 200 luminárias de 1000w.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
1
3
Cadastrar-me Enviar Comentário
GABIGOL disse: Em 27/11/2019 às 00:45:42

"Duvido! troco de nome se isso acontecer"