Embrapa promove palestra para alertar população sobre praga que atinge coqueiros - Folha de Boa Vista
AMARELECIMENTO LETAL
Embrapa promove palestra para alertar população sobre praga que atinge coqueiros
Por Paola Carvalho
Em 16/06/2017 às 01:26
Coqueiros atingidos pela praga perdem o fruto e ficam com as folhas amareladas (Foto: Michel Dollet)

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária em Roraima (Embrapa-RR) promove na próxima terça-feira, dia 20, a palestra “Ocorrência do Amarelecimento Letal nas Américas, Caribe e África e outras doenças causadas por Phytoplasma em coqueiro”, ministrada pelo pesquisador francês Michel Dollet, do Centro de Cooperação Internacional em Pesquisa Agronômica para o Desenvolvimento (Cirad).

O evento acontece das 13h às 16h30, no auditório da Embrapa Roraima, localizada na BR-174 sul. A palestra é voltada para técnicos da Agência de Defesa Agropecuária de Roraima (Aderr), Superintendência do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Secretaria de Agricultura do Estado (Seapa), professores, produtores, extensionistas e estudantes. Não há necessidade de inscrição prévia e os interessados podem somente comparecer no dia do evento para participar.

CONSCIENTIZAÇÃO - Segundo a Embrapa Roraima, o objetivo do evento é trazer informações sobre a principal doença da cultura do coco no mundo, além de funcionar como uma forma de conscientização ambiental sobre o transporte de mudas de plantas de outras localidades. “Estamos nos preocupando com a possibilidade de chegada dessa doença no País e nos precavendo para evitar os possíveis prejuízos. O amarelecimento letal mata o coqueiro, ou seja, é uma doença extremamente grave e perigosa e que está perto do Estado, nas ilhas do Caribe”, disse o pesquisador da Embrapa Roraima e organizador do evento, Daniel Schurt.

O pesquisador alertou para a possibilidade de viajantes trazerem a muda contaminada para o País. “A gente tem conhecimento de que na Guiana não tem a presença da praga, mas com a globalização e a transação de mercadorias e pessoas, a gente precisa se preocupar para que viajantes que visitem alguns dos locais que contenham a doença tenham cuidado ao trazer mudas ou plantas, pois elas podem conter a praga”, afirmou.

DOENÇA - O amarelecimento letal do coqueiro é uma doença ainda sem ocorrência no Brasil (Quarentenária ausente), mas com alto risco de entrada em Roraima, pois está presente no Caribe. É causada por Phytoplasmas (fitoplasmas, ou seja, tipo de bactéria que afeta a seiva da planta) transmitidos por insetos e ataca coqueiros e outras palmáceas.

Conforme Daniel Schurt, os primeiros sintomas da doença são a queda prematura dos cocos. “A região em que o coco se fixa fica marrom/preta. As flores ficam na coloração creme/amarelada. Com o progresso da doença, a planta fica amarelada, as folhas não crescem e acabam caindo e, com o passar do tempo, a parte das folhas do coqueiro caem, deixando apenas o tronco liso”, informou.

Segundo a Embrapa, plantas susceptíveis à doença morrem em um período de três a seis meses após o aparecimento dos primeiros sintomas. Nos últimos 30 anos, cerca de 50% dos coqueiros da Flórida e 80% dos coqueiros da Jamaica morreram em consequência do amarelecimento letal.

PERFIL – O pesquisador francês do Cirad, Michel Dollet é referência mundial em epidemiologia e manejo de doenças letais do coqueiro. De 2015 a 2018, o pesquisador estará desenvolvendo trabalhos em conjunto com pesquisadores na Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju - SE) e Embrapa Roraima na modalidade Pesquisador Visitante Especial, conduzido pelo CNPq. (P.C)

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
3
1
Cadastrar-me Enviar Comentário
Josy disse: Em 16/06/2017 às 09:07:48

"Estão preocupados com a possível chegada da praga no país? Resp : Estão enganados, já chegou! Em Pacaraima os coqueiros apresentam os mesmos sintomas em sua fitossanidade. "