PUBLICIDADE
OPERAÇÃO ZARAGATA
Empresário é solto após conseguir habeas corpus
Ele irá esperar o julgamento em liberdade
Por Raisa Carvalho
Em 13/03/2019 às 16:06
José Wallace Barbosa da Silva foi preso no dia 9 de janeiro em São Paulo (Foto: Divulgação)

O empresário José Wallace Barbosa da Silva, esposo da deputada eleita Ione Pedroso (SD) preso durante a Operação Zaragata, recebeu Habeas corpus da Justiça e irá esperar pelo julgamento em liberdade.

De acordo com informações do advogado Angelo Peccini, foi julgado no Tribunal Regional Federal da Primeira Região, o habeas corpus e foi convertida a prisão dele em liberdade.

“Ele poderá esperar o julgamento sem a necessidade da tornozeleira, ele foi citado para apresentar as suas respostas da acusação. Enquanto há essa investigação, o empresário estava preso, mas o desembargador entendeu que não cabia, e não tinha motivo para ele estar em cárcere e determinando a soltura dele” disse.

José Wallace Barbosa da Silva foi preso no dia 09 de janeiro em São Paulo. Ele é acusado de envolvimento em desvios de recursos públicos e cobrança de propinas nos serviços de transporte escolar do Estado.

Zaragata

A Operação Zaragata foi deflagrada em dezembro e cumpriu dez mandados de prisão preventiva e 12 mandados de busca e apreensão no município de Boa Vista. Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Federal do Estado de Roraima.

O inquérito apurou supostas irregularidades cometidas pelo governo de Roraima em contratação com recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) por meio de dispensa de licitação emergencial e outras irregularidades, como a cobrança de propinas de empresas responsáveis pelo transporte, falsificação de documentos e fraudes de processos licitatórios entre outras atividades ilícitas.

***
Gostou?
1
38
cabuloso disse: Em 13/03/2019 às 23:10:12

"Judiciário brasileiro é uma piada "

Castro disse: Em 13/03/2019 às 20:07:57

"Como sempre os criminosos se dão bem, Brasil o país da impunidade para que rouba do governo de Roraima."

Canaimé Desarmado disse: Em 13/03/2019 às 16:34:26

"será se o crime compensa na terra do lavrado?"