PUBLICIDADE
GREVE GERAL
Lideranças se dizem surpresas com proibição imposta por juiz
A mobilização será iniciada às 6h, com a realização de um café da manhã no Instituto Insikiran
Por Folha Web
Em 13/06/2019 às 14:19
Lideranças se dizem surpresos com proibição imposta por juiz (Foto: Nilzete Franco/Folhabv)

Em entrevista ao Jornal da 100.3, o professor a Universidade Federal de Roraima (UFRR), Jacir Guilherme, afirmou ter recebido com surpresa a decisão do Juiz Helder Girão Barreto, que determinou a proibição de fechamento de portões da instituição durante a greve nacional contra a Reforma da Previdência, que será realizado nesta sexta-feira, dia 14.

“Nós ainda não tomamos conhecimento da decisão proferida pelo juiz Helder Girão, mas assim que tenhamos acesso ao documento, nós abriremos os portões, pois uma ordem judicial tem que ser cumprida, ou seja, é uma situação que não cabe qualquer tipo de discussão. Então não formos notificados, os portões da universidade vão estar fechados e vamos nos concentrar na instituição para fazermos o nosso ato”, ressaltou.

Segundo ele, a mobilização será iniciada às 6h, com a realização de um café da manhã no Instituto Insikiran. Em seguida, as 7h30, os manifestantes farão uma roda de conversa com diversos assuntos, entre eles a Reforma da Previdência e cortes no orçamento na educação.

PUBLICIDADE

Ao meio-dia, será a vez de promover um almoço coletivo, para em seguida, às 13h30, darem início as concentrações nos portões da instituição para o grande ato do Centro Cívico, previsto para 16h.

“A intenção dos atos é mostrar para a sociedade que não estamos contentes com isso, que esse governo vai nos tirar o que de melhor que nós temos, que é nossa garantia de uma melhor velhice. As pessoas precisam entender que na velhice quem tem que cuidar é o Estado, porque nós já contribuímos demais”, completou.

A entrevista completa você confere na Live do Jornal da 100.3  

 

***
Gostou?
6
6
Bunito disse: Em 13/06/2019 às 16:51:49

"UFRR é um antro de petistas. "

Same Borges alcantara disse: Em 13/06/2019 às 15:03:59

"Tanta gente querendo trabalhar....e outros fazendo greve....ninguém tem o direito de impedir o Ir e Vir de qualquer cidadão"

ARIMATÉIA disse: Em 13/06/2019 às 14:27:10

"Quero ver esses servidores públicos trabalhando. Há muitos desempregados querendo essa vaga. São incoerentes, pois em outros governos foram favoráveis a reforma da previdência."

Maria Elisabete Lira do Amaral disse: Em 13/06/2019 às 20:21:46

"Perfeito! "