PUBLICIDADE
CRIME A ESCLARECER
Familiares contestam informações sobre morte de garimpeiro
Jesimar Nascimento Castro foi assassinado a tiros na sexta-feira, 19, em uma área de garimpo ilegal situada no município de Amajari
Por Folha Web
Em 21/04/2019 às 14:19
O corpo de Jesimar Nascimento foi liberado no fim desta manhã para procedimentos fúnebres (Foto: Arquivo Folha BV)

Conforme informamos mais cedo, um homem de 40 anos, identificado como Jesimar Nascimento Castro, foi assassinado a tiros em uma área de garimpo ilegal situada no município de Amajari, Norte de Roraima. O crime ocorreu na sexta-feira, 19, mas o corpo só chegou hoje, 21, a Boa Vista, pela madrugada.

Os familiares da vítima entraram em contato com a reportagem para desmentir a versão que constar no relatório da ocorrência encaminhado pela polícia a Central de Flagrantes do 5º Distrito Policial (5º DP).

A FolhaWeb, a irmã do garimpeiro informou que o corpo não foi encontrado no Rio Uraricoera, como foi dito por uma testemunha a polícia. O autor, segundo ela, é uma das pessoas que coordenam a exploração mineral ilegalmente na região, identificado apenas como “Brabo”.

PUBLICIDADE

A irmã da vítima relatou ainda que Brabo começou a descontar uma porcentagem das extrações que estavam sendo realizadas por Jesimar. Ambos teriam entrado em divergência e a discussão culminou na morte do garimpeiro.

O corpo de Jesimar Nascimento foi liberado no fim desta manhã para procedimentos fúnebres. E ao contrário do que foi dito no relatório da polícia, os familiares mais próximos da vítima residem em Boa Vista.   

***
Gostou?
7
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!