PUBLICIDADE
DATA
Fotógrafos de Roraima falam sobre como é a profissão
Conheça profissionais que atuam em Roraima em diversos seguimentos
Por Raisa Carvalho
Em 08/01/2019 às 08:53
Priscilla Torres  gosta de ser uma observadora ocular da história: ‘Eu fotografo para quem gosta de ver e sentir’ (Foto: Priscilla Torres/Folha BV)

O Dia do Fotógrafo ou Dia Nacional da Fotografia é comemorado anualmente no dia 8 de janeiro. A data celebra o profissional responsável em captar uma fração de segundo de determinado momento e eternizá-lo. Para muitos, a fotografia é além da profissão, um forma de como interpretar o mundo. Em Roraima, cada vez mais, novo nomes vem se destacando no cenário. Confira alguns:

Fotojornalista há 10 anos, a amazonense Priscilla Torres diz que gosta de ser uma observadora ocular da história.  Acima das dificuldades,  ela diz não se imaginar atuando em outra profissão.

“A vantagem de trabalhar com imagem é nunca ter um dia monótono, nós fotojornalistas, estamos sempre à espreita de grandes acontecimentos e de incríveis histórias. Pode ser o assunto que for, o fotojornalista faz aquilo com amor. Por diversas vezes eu adentrei aos lugares, e as vidas das pessoas com muita intensidade, e digo com convicção que nunca se volta da mesma forma de uma pauta, já sorri, chorei e senti aflições que talvez não sentisse em outra profissão” explicou.

Para Diane Sampaio, é preciso ser criativo (Foto: Diane Sampaio/Divulgação)

Nascida em Boa Vista, Diane Sampaio sempre cativou uma paixão por fotografia. Aos vinte e cinco anos, iniciou na fotografia há seis anos, sendo quatro deles dedicados ao fotojornalismo. “Ser fotógrafo pra mim é a realização de um sonho que se torna real todas as vezes que eu aperto o botão da câmera. Me sinto realizada quando o público se emociona com o resultado final do meu trabalho.  A profissão é muito desafiadora, por ser uma atividade muito cara, de grande investimento, é preciso ser criativa sempre” disse.

O fotógrafo Elder Gonçalves de 30 anos, vem se destacando no interior de RR (Foto: Elder Gonçalves/Divulgação)

O fotógrafo Elder Gonçalves de 30 anos, vem se destacando nas redes sociais por produzir

ensaios no interior de Roraima. Em Rorainópolis, ele utiliza o cenário do campo, lugares abandonados, margem do rio e até mesmo um trator para promover belas imagens.

“Para ser um bom fotógrafo é preciso ter na cabeça que você vai lidar com pessoas, e eu gosto de contar histórias, descobrir a vida delas e saber o que elas querem por meio da fotografia. Não é só apertar um botão e ter um bom equipamento, é ter sensibilidade” diz.

Nilzete Franco registra a vida das pessoas nas pautas jornalísticas (Foto: Nilzete Franco/Folha BV)

Após atuar como dez anos na fotografia de eventos, Nilzete Franco tem um novo desafio todos os dias, ela faz parte do time de fotógrafos do Jornal Folha de Boa Vista. Em sua rotina de pautas, lidar com a história de vida das pessoas. “Eu sempre digo que a fotografia se chama "Vida", ela se resume a está pequena palavra, onde eu possa ver, sentir e por fim registrar o momento.  Uma foto que me marcou foi registrar a vida de uma mãe venezuelana em um abrigo em busca de uma nova vida aqui no Brasil. A esperança de uma vida melhor, desafios de dar aos filhos um lugar mais digno para viver” relembra.

Desde o início de sua carreira como fotógrafo, Tomaz gostou de fotografar pessoas (Foto: Tomaz Ribeiro/Divulgação)

O fotógrafo roraimense Tomaz Ribeiro, vem se destacando por gosta de trabalhar com imagens densas.  Desde o início de sua carreira como fotógrafo, Tomaz gostou de fotografar pessoas, principalmente as mulheres, seja por eventos ou books fotográficos. Sua proposta é exaltar a beleza artística das imagens.

“A profissão da fotografia não tem lado ruim, não é um emprego, é uma arte. Não é apenas o registro, é contar uma história” disse.

Saulo Oliveira é destaque por um estilo único na fotografia de casamento (Foto: Saulo Oliveira/Divulgação)

Saulo Oliveira é destaque por um estilo único na fotografia de casamento. Formado em Publicidade e Propaganda, é um dos fotógrafos mais procurados para casamentos. Ele já registrou cerimônias em diferentes estados brasileiros, além de outros países como República Dominicana, Argentina e Chile.

“Ser fotógrafo é ter a responsabilidade de eternizar os sentimentos verdadeiros e transmitir isso por meio das imagens” contou.

***
Gostou?
2
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!