PUBLICIDADE
POLÍTICA NACIONAL
Funai e demarcações voltam para o Ministério da Justiça
O retorno das duas pastas foi aprovado nesta quinta-feira, 9, pela Comissão Especial do Senado
Por Folha Web
Em 09/05/2019 às 11:33
A Funai estava sob a tutela do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos desde janeiro deste ano (Foto: Mário Vilela/Funai)

A Comissão Especial do Senado aprovou nesta quinta-feira, 9, o retorno da Fundação Nacional do Índio (Funai) e da demarcação de terras indígenas para o Ministério da Justiça. A proposta ainda deve passar pela Câmara dos Deputados para entrar em vigor.

Ao todo, foram 15 votos favoráveis contra 9. O retorno da Funai ao Ministério da Justiça, atualmente sob o comando do juiz Sérgio Moro, já estava previsto no relatório do líder do governo no Senado, Fernando Coelho (MDB-PE), apresentado na terça-feira, 7.

Coelho acatou algumas demandas do Congresso, como fim do monitoramento das ONGs pela Secretaria de Governo e a recriação do Conselho de Segurança Alimentar, responsável por formular a política nutricional do país.

Outra demanda acatada pelo senador Coelho foi mover as atribuições relativas ao registro sindical, à política de imigração laboral e ao cooperativismo e associativismo urbano para o Ministério da Economia.

Vale lembrar que desde o início do mandato de Jair Bolsonaro (PSL) a Funai estava sob a tutela do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, que é chefiada por Damares Alves, e a demarcação de terras na pasta da Agricultura, comandada pela ministra Tereza Cristina.

*INFORMAÇÕES: Jornal O Globo.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!