PUBLICIDADE
PROPOSTA
Governo fala em encontro de contas entre CER e a RR Energia 
Por Ribamar Rocha
Em 23/05/2019 às 01:21
Governador Antonio Denarium falou da proposta de encontro de contas com a Roraima Energia (Foto: Diane Sampaio/FolhaBV)

A Companhia Energética de Roraima (CER) já iniciou as negociações com a Roraima Energia sobre a possibilidade de um encontro de contas entre as duas instituições e o Governo do Estado. A CER deve R$ 160 milhões, o Governo deve R$ 494 milhões e a empresa Roraima Energia tem uma dívida de R$ 313 milhões com a CER. A informação foi passada ontem pelo governador Antonio Denarium. 

“A CER foi arrematada em leilão pela Roraima Energia e o prazo de pagamento encerrou em março e a Roraima Energia entrou com proposta para fazer um acerto de contas”, afirmou. “A proposta está em análise na Procuradoria Geral do Estado (Proge)”, informou. A proposta de contas, segundo afirmou o governador, juntaria as contas de energia vencidas nos últimos dez anos até dezembro de 2018, incluindo contas da CER, Codesaima, Caer, e demais contas do Governo, que somam R$ 654 milhões. Além das contas do atual gestão, que ainda não foram pagas devido a possibilidade ser incluídas nesta negociação. 

“São dívidas comprovadas de energia com Roraima Energia (antes Boa Vista Energia) de aproximadamente 10 anos, e nesse encontro de contas o Governo ficariam ainda com um débito de R$ 341 milhões. Numa reunião com os diretores das companhias do Governo e da Roraima Energia, informamos que o Estado não teria como pagar essa dívida”, afirmou. “Numa segunda reunião fiz uma sugestão, já que para esse tipo de operação precisamos da aprovação do Tribunal de Contas, do Ministério Público e da Assembleia do Estado, e depois de uma quarta reunião se chegou a um consenso. Em troca dos R$ 313 milhões que deve a CER a Roraima Energia quitaria os R$ 654 milhões que devemos, nos daria 2 anos de contas de energia sem pagar e que absorvessem 80 servidores da CER”, disse. “Essa proposta foi formalizada pela Roraima Energia para a CER, que é a credora, que enviou para a Proge, que está analisando e estamos aguardando esse parecer para saber da viabilidade desse encontro de contas, ou não. Se não der certo essa proposta, o encontro de contas será apenas entre a CER, que deve R$ 160 milhões e a Roraima Energia teria que pagar para CER R$ 153 milhões restantes, já que a empresa tem o direito de abater o valor que a companhia deve para Roraima Energia”, afirmou. 

PUBLICIDADE

A Roraima Energia, através do Departamento de Comunicação, confirmou a proposta. 

DÍVIDA – O governador informou que a dívida de R$ 160 milhões que a CER tem com a empresa se refere ao período de quase dois anos em que a CER

ficou sem gerar energia no Sul do Estado, devido aos problemas técnicos da usina de Jatapu, e a Boa Vista Energia (hoje Roraima Energia) foi quem prestou esse atendimento.                  

“Vale lembrar ainda que a compra da CER pela Roraima Energia é apenas o direito de exploração de energia elétrica por um período de uso por 30 anos, incluindo Jatapu, a subestação da CER e a rede de energia, isso quer dizer que o patrimônio não pertence à Roraima Energia, mas engloba os créditos a receber e as dívidas a pagar”, afirmou. (R.R)

***
Gostou?
5
1
FÁBIO ALMEIDA disse: Em 23/05/2019 às 17:09:15

"Um pergunta aonde estão computados os impostos não recolhidos pela BV Energia durante todos esses anos?"

ELIESIO ALMEIDA SILVA - MUCAJAI disse: Em 23/05/2019 às 09:39:40

"Vejo que agora, como empresário de sucesso, como exímio negociador ... O Governador porá em fim, ordem nessa baderna. E pelo que registra-se nesta matéria, o acordo não parece ser um mal negócio, a comparar com a venda de uma grande empresa por apenas R$ 50 reais ... menos que a calça daquela jovem do bolsa família, que custa mais de 300 reais rs"