PUBLICIDADE
SERVIDORES DO ESTADO
Governo não confirma data de pagamento de salários atrasados
A informação oficial é que o repasse estará disponível na conta do Estado nos próximos dias; Temer assinou ontem a MP liberando o recurso
Por Folha Web
Em 21/12/2018 às 00:40

O presidente da República, Michel Temer, assinou na tarde de ontem, 20, a Medida Provisória que autoriza a transferência de R$ 225.710.000,00, para o Governo de Roraima. Apesar da expectativa dos servidores, que estão com salários atrasados há mais de 60 dias, o recurso pode não chegar nas contas estaduais antes do Natal. O dinheiro seria utilizado para pagamento de salários atrasados e da segunda parcela do 13º dos servidores, além de atualização do repasse do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços aos municípios.

"O recurso vai estar disponível em uma conta própria da Intervenção Federal, para ser liberado para pagamento dos salários atrasados de todos os servidores", explicou o governador interventor Antonio Denarium.

Em nota, os militares responsáveis pela Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) informaram que aguardam o repasse dos recursos que se encontram em tramitação legal do Tesouro Nacional para regularizar os pagamentos.

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge Lima, frisou que a expectativa é que se consiga acertar os salários dos servidores públicos e dos terceirizados, que estão atrasados desde setembro. “Por conta da urgência, nossa expectativa é que esse dinheiro entre na conta do Estado ainda nesta sexta-feira”, afirmou.

O secretário da Representação de Roraima em Brasília, JR Rodrigues, representou o governador Antonio Denarium durante o ato de assinatura. “Aproveito para agradecer o empenho do presidente em nos auxiliar nesse momento difícil”, citou.

***
Gostou?
2
38
Bolsomito2018 disse: Em 21/12/2018 às 08:24:47

"Políticos fazendo o que sabem fazer de melhor, mentir e mentir descaradamente! Ludibriaram o povo que reivindicava, dizendo que a prioridade era o pagamento em atraso, faltam dez dias para acabar a intervenção e nada de salário, estão se lixando para as famílias que passam por essa humilhação"

Sebastião da Silva disse: Em 21/12/2018 às 08:16:19

"A MPV que libera os recursos foi publicada."

jose maria lira da costa disse: Em 21/12/2018 às 07:22:32

"Só que o décimo da educação não depende desse repasse, já estão com esperteza, vem do Fundeb."

Manuel disse: Em 21/12/2018 às 07:16:21

"Boa. Logo logo estaremos com a situação regularizada... Se DEUS quiser."

Joice Silva disse: Em 21/12/2018 às 06:53:43

"Queremos o pagamento dos nossos maridos , tenho filhos que come e bebe .... cadê o pagamento ?"

concurseiro disse: Em 21/12/2018 às 06:31:36

"Muita conversa e pouca ação: Não cumpriram a missão a contento. Já falharam na missão e a cada dia arruma uma desculpa esfarrapada. Dia 26 de dezembro acabará a trégua dada aos interventores que não cumpriram com suas palavras e nós do quadro geral voltaremos com a greve geral e com força até os pagamentos serem comprovados por extratos nas contas e não haverá mais espaço para conversa fiada seja de civis ou militares de qualquer patente. Intervenção militar até agora rendeu mais problemas que solução. Péssimo, Tem que melhor muito para ficar ruim. Lixo, lixão"