PUBLICIDADE
CONTRA EXTINÇÃO DA SESAI
Indígenas bloqueiam trecho da BR-174
Bloqueio de rodovia fica a cerca de 40 quilômetros da sede de Pacaraima
Por Paola Carvalho
Em 01/04/2019 às 10:50
Outras demandas dos indígenas são melhorias na educação (Foto: Divulgação)

Atualizada às 11h30

Manifestantes de comunidades indígenas bloquearam trecho da BR-174 nesta segunda-feira, 01, na região próxima à comunidade Sabiá, no quilômetro 690, a cerca de 40 quilômetros da sede de Pacaraima. O protesto tem o objetivo de se mobilizar contrários à extinção da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai).

De acordo com informações da 1ª Companhia Independente de Policiamento de Fronteira (1º CIPFron), a interdição estava prevista para acontecer desde sábado, 30, sendo divulgada pelas comunidades.

No local, centenas de indígenas portam cartazes e faixas pedindo pela saúde, mas também pela educação, além de contrárias à mineração e corrupção. “Por uma educação bilíngue e intercultural e de qualidade. Não a PEC 215”, diz uma das faixas. As comunidades também realizam danças típicas para chamar a atenção da mobilização.

Por conta do bloqueio, uma fila de veículos está formada na região. A Polícia Rodoviária Federal em Roraima (PRF-RR) foi acionada e já está em deslocamento para o local para auxiliar no trânsito.

CIR - A Folha entrou em contato com as lideranças indígenas do Estado para obter mais informações sobre o protesto. Em resposta, o Conselho Regional Indígena de Roraima (CIR) emitiu nota com as pautas da reivindicação. Segundo o Conselho, o manifesto é contra o retrocesso dos direitos dos indígenas na área da educação, saúde, demarcação e meio ambiente.

"Na educação reivindicamos pelo processo seletivo atrasado, por um concurso público específico e diferenciado, contra a falta de transporte escolar, falta de estrutura física, salários terceirizados atrasados, entre outros. Não a municipalização da saúde Indígena, não a extinção da Sesai e atrasos dos contratos das conveniadas. Apoio aos Wamiri Atroari em defesa da não retirada da corrente, a luta dos nossos irmãos Wamiri é nossa luta também. Em defesa do direito de consulta livre, prévia e informada. Não à hidrelétrica de Bem- querer e Linhão de Tucuruí", afirma o CIR.

ENTENDA – Durante toda a última semana, comunidades indígenas de todo o país realizaram protestos contra a proposta do Ministério da Saúde de extinção da Sesai e municipalização da saúde indígena. A manifestação ocorreu em rodovias e nas sedes de Assembleias Legislativas de cada Estado. Em Roraima, uma das manifestações ocorreu na Praça do Centro Cívico, em Boa Vista. (P.C.)

TOINHA disse: Em 01/04/2019 às 11:15:47

"Sempre assim, indios com suas razões e perfeições."