NO BAIRRO SÃO VICENTE
Instituto de Migração atenderá mulheres venezuelanas
Por Folha Web
Em 13/03/2018 às 00:48
Instituto será sediado na Igreja Nossa Senhora da Consolata (Foto: Hione Nunes)

Na próxima segunda-feira, 19, será inaugurada em Boa Vista uma filial do Instituto de Migração e Direitos Humanos, ligado à Congregação das Irmãs Scalabriniana, que irá funcionar na Igreja Nossa Senhora da Consolata, no bairro São Vicente, zona Sul de Boa Vista. O público alvo para atendimento será mulheres com filhos e gestantes de origem venezuelana.

O Instituto de Migração e Direitos Humanos vai oferecer atendimento especializado a migrantes e refugiados como suporte para documentação, como Visto de Permanência, Carteira de Identidade, Carteira de Trabalho, entre outros, orientação e apoio para acesso a serviços de saúde. O projeto busca promover o acesso a direitos e a inclusão social e econômica dos migrantes por meio dos atendimentos especializados a esta população.

Para a coordenadora da Pastoral do Migrante da Diocese de Roraima, Irmã Valdiza Carvalho, o Instituto é mais um meio de consolidação do trabalho feito pela sociedade civil na implementação de uma rede de acolhimento e assistência a imigrantes e refugiados. “Este instituto tem grande importância, pois possibilitará integração gradual das mulheres venezuelanas à sociedade brasileira. É uma iniciativa que se soma a outras ações, tais como as campanhas de sensibilização realizadas pelo povo roraimense, entre outras”, afirmou.

O INSTITUTO - A efetiva criação do Instituto de Migração e Direitos Humanos significará a instalação de uma via institucional de acesso dos migrantes a serviços específicos, como acompanhamento de solicitação de vistos, encaminhamento para retirada de documentos e informações sobre saúde e trabalho. Na prática, significará a ampliação do serviço de esclarecimento e acompanhamento já realizado pela Pastoral do Migrante, em condições limitadas de espaço e recursos financeiros. (E.S)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!