PUBLICIDADE
FORAGIDO
Ladrão dorme depois de furtar supermercado e acaba furtado
Indivíduo não aceitou ter sido vítima de furto e disse que registraria B.O. contra suposto ladrão
Por João Barros
Em 11/02/2019 às 00:20
Samuel Borges dos Santos estava foragido da Justiça e queria registrar boletim contra ladrão dos itens que ele furtou do supermercado (Foto: Divulgação)

De acordo com a polícia, na madrugada de sábado, por volta das 4h, o foragido da Justiça Samuel Borges dos Santos, de 28 anos, quebrou a vidraça de um supermercado que fica na esquina da Avenida Felinto Barbosa Monteiro com a Rua Nivaldo da Conceição Gutierrez, bairro Santa Luzia, de onde furtou alguns produtos.

A Polícia Militar informou que foi acionada pelo Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) porque Samuel estava dormindo em via pública, totalmente ensanguentado, principalmente nos braços. Quando chegaram ao endereço, na Rua Antônio Batista de Miranda, bairro Alvorada, os policiais confirmaram que o homem estava ferido e o indagaram sobre o que havia acontecido, mas o indivíduo demonstrou nervosismo e não quis explicar o que realmente tinha causado os cortes.

Os policiais fizeram diligências pelas imediações e perceberam que a vidraça da loja e a porta estavam quebradas. O responsável pelo estabelecimento comercial foi chamado para e após analisar as imagens do circuito interno de segurança confirmou que, de fato, o autor do crime foi Samuel, que entrou sozinho no comércio e levou gêneros alimentícios e produtos de higiene.

Para entrar na loja, ele usou um halter artesanal (peso feito de cimento e uma barra de ferro) com o qual quebrou os vidros. O homem estava apenas com um par de sandálias novas e uma faca de açougueiro furtados do local. Os cortes nos braços foram causados pelos estilhaços dos vidros.

Samuel relatou que estava bastante cansado depois de ter praticado o crime e decidiu descansar, mas acabou dormindo e os produtos que furtou desapareceram, ficando apenas um saco grande rasgado e um cesto de plástico, utilizados para carregar os produtos. Decepcionado, o indivíduo alegou que foi furtado e apontou a residência do suspeito, mas quando chegaram ao local, os policiais entraram a e não encontraram qualquer item furtado no suspermercado.

O indivíduo disse que não aceitava ter sido vítima de furto e que quando chegasse à delegacia iria registrar um boletim de ocorrência contra o suposto ladrão. Em consulta à Divisão de Inteligência e Captura da Secretaria de Justiça e Cidadania (Dicap/Sejuc), a Polícia Militar descobriu que Samuel estava na condição de foragido. Ele foi levado à Policlínica Cosme e Silva para tratar dos cortes e, em seguida, conduzido à Central de Flagrantes do 5o DP, onde foi autuado em flagrante pelo furto.

Ele permaneceu detido numa das celas da unidade policial até a manhã de sábado, quando foi apresentado em audiência de custódia e, mesmo que o juiz decidisse por sua liberdade, ele seria preso por conta do cumprimento de mandado de prisão. Dentro do supermercado, restaram as marcas de sangue deixadas pelo ladrão, além da falta de alguns produtos na prateleira. (J.B)

***
Gostou?
4
0
PUBLICIDADE
Fernando disse: Em 11/02/2019 às 14:23:43

"É um brincante."