VALORIZAÇÃO DA VIDA
Ligação para prevenção de suicídio pode ser feita gratuitamente
De acordo com o psiquiatra Alberto Iglesias, a ligação pode ser uma solução para as pessoas que não tem com quem desabafar
Por Raisa Carvalho
Em 03/07/2018 às 00:21
De acordo com o psiquiatra Alberto Iglesias, a ligação pode ser uma solução para as pessoas que não tem com quem desabafar (Fotos Divulgação)

Desde o último domingo, 2, as ligações para o número do Centro de valorização da vida, 188 se tornou inteiramente gratuita para todo o país, inclusive Roraima. A ação faz parte de uma parceria com o Ministério da Saúde.

Por meio do número, pessoas que sofrem de ansiedade, depressão ou que correm risco de cometer suicídio conversam com voluntários da instituição e são aconselhados. Antes, o serviço era cobrado e prestado por meio do 141.

De acordo com o psiquiatra Alberto Iglesias, a ligação pode ser uma solução para as pessoas que não tem com quem desabafar.

“Muitas vezes as pessoas não têm amigos ou pessoas próximas com quem falar, às vezes, preferem falar com um desconhecido porque se sentem um fardo para os seus familiares. Uma ligação como essa, uma voz para escutar os problemas pode ser uma salvação. É uma forma direta de uma prevenção contra o suicídio”, diz.

De acordo com o psiquiatra, existe uma série de fatores antes do suicídio, entre eles, está o isolamento, a perda da vida social, a falta de contato com familiares e amigos, agressividade, depressão e abuso de bebidas alcoólicas e drogas.

O paciente pode apresentar vários sintomas persistentes, como: ansiedade, falta de interesse, tristeza, apatia, choro entre outros. Segundo Iglesias, os cuidadores, sejam eles familiares ou amigos, são peças fundamentais no progresso do tratamento do paciente com depressão.

Segundo ele, algumas pessoas querem ajudar, mas depois de algum tempo se sentem “impotentes” e “cansadas” como se estivem sem energia para continuar cuidando do familiar depressivo, nestes casos a família tem que ser bem orientada para não acabar adoecendo também.

“Esse é o ponto principal do telefonema, a ajuda para alguém que se encontra sem soluções, o suicídio é um caso de saúde pública. Todos os dias pessoas tiram suas próprias vidas no Brasil. A taxa é muito alta entre jovens e idosos, e acredito que essas ligações possam diminuir o índice no Brasil”, disse.

Centro de valorização da vida

As ligações para o CVV através do número 188 são gratuitas a partir de qualquer linha telefônica fixa ou celular, provenientes de qualquer cidade do estado contemplado. O centro existe há 55 anos e tem mais de 2 mil voluntários atuando na prevenção ao suicídio. A assistência também é prestada pessoalmente, por e-mail ou chat.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!