PUBLICIDADE
WAIMIRI ATROARI
MPRR faz interlocução com índios sobre o Linhão de Tucuruí
Por Folha Web
Em 30/04/2019 às 00:42
Foto: Divulgação

Um diálogo entre o Grupo de Atuação Especial de Minorias e Direitos Humanos do MPRR (Ministério Público do Estado de Roraima), foi aberto com lideranças indígenas Waimiri Atroari, a pedido dos próprios índios, que querem ajuda na intermediação com a empresa concessionária e o governo federal, a respeito da construção do Linhão de Tucuruí.

A obra prevê a ligação energética de Roraima ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Hoje, 70% da energia consumida no estado são importados da Venezuela. O projeto prevê que o Linhão saia de Manaus e chegue a Boa Vista/RR, atravessando o território indígena.

O procurador de Justiça Edson Damas, coordenador do GAEMI-DH, se reuniu na semana passada com lideranças indígenas em uma das aldeias, no território Waimiri Atroari. Foi a primeira ação do grupo instituído pela Procuradora-Geral de Justiça Janaína Carneiro Costa, no fim de março deste ano. No encontro, os índios definiram que vão aguardar a apresentação do Plano Básico Ambiental (PBA) por parte do consórcio que venceu a licitação para construir o Linhão. O documento deve descrever o impacto ambiental que a obra vai causar na região. De acordo com os índios, até o momento eles não receberam nenhum estudo nesse sentido.

PUBLICIDADE
***
Gostou?
1
8
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!