PUBLICIDADE
FRONTEIRA
Maduro toma posse para terceiro mandato na Venezuela
Consulado de Santa Elena afirma que fronteira está tranquila e será mantida aberta nesta quinta-feira
Por Paola Carvalho
Em 10/01/2019 às 00:45
Previsão é que Maduro se mantenha no poder por mais seis anos, até 2025 (Foto: Governo da Venezuela)

Em meio a controvérsias e distanciamento do governo brasileiro, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, toma posse para seu terceiro mandato. A cerimônia acontece nesta quinta-feira, 10, na sede do Supremo Tribunal de Justiça (STJ).

Maduro está no poder desde 2012 quando assumiu após licença médica de Hugo Chávez. Com a morte do então presidente em 2013, Nicolás passou a responder pela Venezuela. A previsão é que o chavista se mantenha no poder por mais seis anos, até 2025.

Atualmente, a relação do Brasil com a Venezuela tem se distanciado. Recentemente, o presidente, Jair Bolsonaro (PSL), deu ordem para que os chefes de Estado da Venezuela e Cuba não fossem convidados para sua posse em Brasília por ele afirmar ser contra a ditadura. Uma decisão histórica, já que desde 1964 esses países não eram deixados de fora do evento.

FRONTEIRA - Apesar do estremecimento entre as potências, o Vice-Consulado em Santa Elena de Uairén garantiu à população em Roraima que não há previsão de fechamento da fronteira em Pacaraima.

O vice-cônsul Ewerton Oliveira informou que, embora tenha preocupação da comunidade quanto ao fechamento da fronteira, a instituição não recebeu qualquer informação das autoridades locais e tampouco do controle brasileiro em Pacaraima.

“Até o momento, não recebemos qualquer instrução específica quanto à posse do presidente Nicolas Maduro. Igualmente, não foi observado até o momento qualquer movimento diferente na fronteira”, informou o vice-cônsul.

A Folha também entrou em contato com o Consulado da Venezuela em Boa Vista para saber se o órgão gostaria de se posicionar sobre a posse do presidente e como ficará a representação diplomática no Estado, porém não recebeu resposta até o fechamento da matéria. (P.C.)

*Matéria atualizada às 8h27.

Roraima disse: Em 10/01/2019 às 12:51:08

"Se fechar a fronteira aqui e na Colombia, quero ver como vão comprar alimentos, já que Trinidad Tobago e Equador não estão mais fornecendo nada. "

Damiao disse: Em 10/01/2019 às 12:10:14

"Parabéns Maduro. Manda mais uns Venezuelano pra cá, o Brasil e Bem rico. Graças ao PT"

Manuel disse: Em 10/01/2019 às 09:38:57

"Alguem teria alguma dúvida?"