ELEIÇÕES 2018
Maioria dos deputados reeleitos não definiu apoio no 2º turno
Segundo turno será disputado entre os candidatos Antonio Denarium, do PSL, e José de Anchieta, do PSDB; votação está marcada para o próximo dia 28.
Por CYNEIDA CORREIA
Em 11/10/2018 às 02:33

Três dias após a confirmação de Antonio Denarium, do PSL, e José de Anchieta, do PSDB, no segundo turno das eleições governamentais, os deputados estaduais ainda não definiram a posição que adotarão no pleito. No primeiro turno, Denarium obteve 113.468 mil votos (42,27%) e José de Anchieta, 104.114 mil (38,78%). O segundo turno está marcado para o dia 28.

Saiba abaixo a posição dos deputados no segundo turno (em ordem alfabética):

Aurelina Medeiros (PODEMOS) A parlamentar que, no primeiro turno apoiou Suely Campos (PP), afirmou não ter decidido seu posicionamento para o segundo turno e declarou, por enquanto, uma posição de indefinição.

Brito Bezerra (PP) O líder do governo na Assembleia, Brito Bezerra, apoiou Suely Campos no primeiro turno e disse que ainda não definiu quem vai apoiar no segundo turno. Mas garantiu que ainda esta semana deve anunciar quem deve apoiar, após conversar com a governadora. A tendência é que o parlamentar, que é empresário, apoie Antonio Denarium.

Dhiego Coelho (PTC) O deputado Dhiego Coelho, do PTC, que no primeiro turno apoiou o ex-governador José de Anchieta, disse que até sexta-feira fará o anúncio sobre quem deve apoiar nesse segundo turno.

Evangelista Siqueira (PT) O presidente estadual do PT, Evangelista Siqueira, anunciou que o partido ainda precisa se reunir com as bases para confirmar posição definitiva, mas explicou que o PT pode não apoiar os dois candidatos que disputam o segundo turno, pois os dois declararam apoio ao candidato à Presidência, Jair Bolsonaro. Ele disse que o PT deve focar no estado na campanha em favor do presidenciável Fernando Haddad.

Jalser Renier (SD) O presidente da Assembleia Legislativa, Jalser Renier, que teve a maior votação entre os deputados eleitos, também ainda não divulgou de forma oficial seu apoio para o segundo turno. Ele disse para a reportagem da Folha que ainda não definiu seu posicionamento, mas que deve divulgar até segunda a quem dará seu apoio.

Jânio Xingu (PSL) O deputado Jânio Xingu também afirmou que ainda não definiu seu posicionamento sobre o apoio no segundo turno. Ele disse que estava conversando com correligionários e com o presidente da Assembleia, Jalser Renier, antes de manifestar publicamente seu apoio.

Marcelo Cabral (MDB) O deputado Marcelo Cabral afirmou que o seu partido ainda não definiu apoio para o segundo turno e disse que até a próxima semana vai definir seu voto. “Meu apoio será de cara limpa. Mas por enquanto não tem nada definido, temos que conversar. É outra eleição”.

Odilon (PEN) A reportagem da Folha tentou durante todo o dia contato com o deputado Odilon, mas o telefone dele não atendia.

Soldado Sampaio (PCdoB) O deputado afirmou que não tem nada definido, mas que ainda esta semana deve reunir o partido para ver como ficará o apoio neste segundo turno. Os comunistas enfrentam assim como todos os partidos de esquerda a chamada “sinuca de bico” visto que os dois candidatos declararam apoio a Bolsonaro.

Jorge Everton (MDB) Apesar da não definição pública do partido MDB de quem deve apoiar nesse segundo turno, o deputado Jorge Everton que também foi reeleito para a ALE já confirmou seu apoio a Anchieta Júnior nesse segundo turno das eleições governamentais.

Lenir Rodrigues (PPS) A deputada Lenir Rodrigues é outra que também deve continuar a caminhada ao lado de José de Anchieta nesse segundo turno. A assessoria da candidata confirmou que o apoio dela irá para Anchieta. A deputada foi uma das mais ferrenhas defensoras da candidatura do ex-governador.

Coronel Chagas (PRTB) O deputado, que era da base aliada da governadora Suely Campos (Progressistas) que não se reelegeu, declarou apoio a Antonio Denarium (PSL) nesse segundo turno das eleições.

Chico Mozart (PRP) O deputado Chico Mozart confirmou para a reportagem da Folha que deve continuar apoiando quem apoiou no primeiro turno: o candidato Antonio Denarium. Explicou que para ele o candidato representa os anseios da população de Roraima por mudanças na política.

Gabriel Picanço (PRB) O deputado Gabriel Picanço disse que está aguardando a chegada do senador Mecias de Jesus para declarar publicamente seu apoio, mas que já definiu apoio à escolha do partido pela candidatura de Antonio Denarium. “Já comuniquei à governadora Suely Campos que devo acompanhar meu partido e ela me deu carta branca. Por algumas vezes não segui nas eleições meu partido, mas agora vou seguir”, anunciou.

***
Gostou?
0
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!