PUBLICIDADE
RORAIMA PSICODÉLICA
Modesto à parte lança novo single na web
Novo single fala de viagem no espaço-tempo, autoconsciência e pitadas de desilusão amorosa
Por Raisa Carvalho
Em 02/05/2019 às 11:10
Banda é formada por Murilo Modesto, Victor Breno e Matheus Gonçalves (Foto: Arquivo Modesto a Parte)

Bandas brasileiras de rock psicodélico e experimental são influências diretas para a banda roraimense ‘Modesto a parte’ que lança o single ‘VLDL’ na web. Formada por Murilo Modesto, Victor Breno e Matheus Gonçalves, o grupo montou seu acampamento em Goiânia (GO) onde pretende divulgar o novo trabalho.  

A canção fala de viagem no espaço-tempo, autoconsciência e pitadas de desilusão amorosa. O single foi produzido pelos próprios membros da banda. “Tudo com a experiência q a gente já vem tendo ha um tempo com produção. Nada com qualidade absurda, mas está soando suave aos ouvidos” explica Murilo. 

PUBLICIDADE

Em Goiânia

A vontade de morar fora surgiu, quando os músicos da Modesto foram assistir as bandas independentes em um festival bastante conhecido na cena Underground, o ‘Bananada’.  “Saímos para curtir o festival e lá conversamos com muitos músicos e conhecemos como funciona a cena autoral goiana. A cena é outra história, a música autoral se sustenta, pessoal curte os sons da própria terra” disse.

A modesto surgiu em 2015 de forma despretensiosa e aos poucos foi ganhando uma sonoridade cada vez mais experimental. Com muitas influências dos artistas locais, a Modesto ainda não definiu o seu estilo, e nem pretende. A ideia é incorporar novos elementos musicais ao longo do tempo.

“Não me importo se vão nos identificar como ‘música Roraimeira ou de outro estilo. Quero que nos ouçam e tirem suas conclusões, pois qualidade a gente promete que tem” reforça. Porém a iniciativa, não é ficar apenas no cenário underground de quem consume bandas independentes. “Queremos que cheguem aos ouvidos de quem não é músico, ou de quem não se importe tanto com música, mas ouça e pense: “hm esse som diz alguma coisa” “hm então esse é o som q sai do extremo norte do Brasil”.

Roraima psicodélica

Apesar do som psicodélico experimental, o grupo não consegue escapar de falar de Roraima em suas letras. “A carga que carregamos do nosso estado é pesadíssima. ‘Té’ fala do Tepequem, ‘Piçarra’ fala do sofrimento do pobre no lavrado. Outras músicas do repertório que falam muito de Boa Vista em si, e não apenas coisas boas. Temos uma chamada "Três Fronteiras" e a mais nova chamada "BV". ‘A gente só foge da roraimeira quando a guitarra canta com a bateria e baixo psicodelizando toda a essência que a roraimeira nos deu’ disse.

Na web

Para conhecer mais sobre a banda, basta acessar Modesto a parte no Soundcloud. O grupo também possui uma página oficial no facebook e youtube.

***
Gostou?
1
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!