PUBLICIDADE
ACIDENTE COM MORTE
Motorista atropela ciclista e foge sem prestar socorro
A fatalidade ocorreu na noite de sábado, 11, no bairro Jardim Primavera. O motorista fugiu sem prestar socorro
Por Folha Web
Em 12/05/2019 às 09:54
Equipe dos Bombeiros chegou a ser acionada, mas a vítima já estava morta (Foto: Aldenio Soares)

Em horário próximo às 22h15 do sábado, dia 11, a Companhia Independente de Policiamento de Trânsito Urbano e Rural (Ciptur) foi acionada para atender uma ocorrência de acidente de trânsito com vítima, na Avenida Carlos Pereira de Melo, bairro União. Quando chegaram ao local do fato, os policiais encontraram um ciclista no chão, já sem vida. Ele foi identificado como Josias Barbosa Lopes, de 42 anos. O autor do atropelamento fugiu sem dar assistência ao ferido.

A equipe da PM destacou que a vítima estava deitada de bruços, sem camisa, usando apenas uma bermuda, e a bicicleta ficou a alguns metros do corpo. Testemunhas relataram aos policiais que Josias seguia na bicicleta de cor branca, modelo feminino, em direção ao bairro Cidade Satélite, quando sofreu a colisão.

PUBLICIDADE

As testemunhas ainda contaram que o condutor do veículo, que seria de cor cinza ou prata, desceu do automóvel, foi até a vítima que estava desacordada, entrou novamente no carro e fugiu. Quem chamou a Polícia, Resgate do Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram populares que cercaram a vítima. Ninguém anotou a placa do carro envolvido no acidente.

A PM conseguiu identificar Josias pelas tatuagens que tinha no corpo. Elas foram comparadas com um bando de tatuagens gerido pela Divisão de Inteligência e Captura (Dicap) da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc). Com a vítima não foi encontrado qualquer documento de identificação, além disso, nenhum familiar compareceu ao local do acidente.

OUTRO CASO – Quem também morreu em decorrência de um acidente de trânsito foi o autônomo Josivan Araújo de Oliveira, de 36 anos. A morte aconteceu no Hospital Geral de Roraima (HGR), onde a vítima estava internada desde o dia 18 de abril deste ano. Ele sofreu uma parada cardiorrespiratório, na noite do sábado, por volta das 19h30, após o quadro clínico evoluir para uma piora significativa.

Conforme o relato do médico que constatou o óbito, a vítima deu entrada na Unidade de Saúde depois de ser levado pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e com a informação de que teria sofrido um acidente com motocicleta, e sangrava pelo nariz, boca e ouvidos, por conta do trauma na cabeça.

O médico também explicou que o quadro clínico era de traumatismo cranioencefálico leve com contusão cerebral, mas sem necessidade de intervenção cirúrgica. Com o passar dos dias, Josivan perdeu gradativamente a consciência, sofreu com aceleração dos batimentos cardíacos e já com ausência de reflexos cerebrais, às 19h30, teve a parada cardiorrespiratória. Apesar dos esforços médicos, ele não reagiu aos procedimentos de reanimação. 

Segundo as informações, a vítima morava com a família no município de Rorainópolis, região Sul do Estado, cerca de 290 quilômetros da Capital. (J.B)

***
Gostou?
0
1
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!