PUBLICIDADE
NO SÃO BENTO
Motorista atropela criança e foge para não ser linchado
Suspeito localizado foi à delegacia e ao hospital e afirmou que dará toda a assistência necessária ao menino
Por João Barros
Em 21/12/2018 às 00:10
O acidente aconteceu na rua Andorinha, na noite da quarta-feira (Foto: Nilzete Franco/Folha BV)

Na noite de quarta-feira, dia 19, por volta das 19h, um menino de 12 anos foi atropelado na rua Andorinha, bairro São Bento, zona oeste de Boa Vista. A criança brincava na rua quando um veículo, causou o acidente que resultou na fratura da perna direita do garoto.

A Polícia Militar informou que foi acionada via Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) para atender a ocorrência, mas quando chegou ao endereço, não havia mais qualquer indício de acidente, inclusive, a vítima já tinha sido socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o motorista já tinha deixado o local do fato.

Em conversa com algumas testemunhas, os policiais ficaram sabendo onde o condutor do veículo morava e foram até a casa dele. Assim que chegaram à residência, o jovem confirmou o envolvimento no acidente e disse que seguia em direção Centro/bairro, quando o carro apresentou pane elétrica, apagando o farol, por isso ficou impossibilitado de ver a criança atravessando a rua.

O rapaz também disse que saiu do local do acidente porque percebeu o risco iminente de ser linchado por populares revoltados. Ele foi conduzido à Delegacia e lá declarou em depoimento que é habilitado, que seu veículo começou a falhar e apagar o farol enquanto transitava pela rua Andorinha e acabou colidindo em um entulho e o menino saiu correndo por detrás do entulho e não sabia que tinha atropelado qualquer pessoa.

Percebendo que cinco homens estavam muito nervosos, o condutor foi para casa e pediu que a esposa retornasse ao local do acidente, mas a mulher contou que a vítima já tinha sido socorrida ao Hospital da Criança Santo Antônio (HCSA), com fratura na perna direita. O condutor também disse que entregou R$ 50,00 para a esposa comprar remédio para a criança.

Por fim, o motorista ressaltou que antes de chegar à Delegacia, foi até o Hospital junto com a PM e conversou com mãe do menino para afirmar que vai dar toda a assistência necessária. Como a autoridade policial não encontrou qualquer dolo na ação do motorista, ele acabou sendo liberado e deixou a Central de Flagrantes do 5o DP. (J.B)

***
Gostou?
2
0
claudio francisco dos santos disse: Em 21/12/2018 às 10:09:34

"Se agiu conforme a reportagem, esta correto, fez o que todos deveria fazer quando envolvidos em acidente dessa natureza, melhoras para o rapaz acidentado e mais cuidado nas ruas"