PUBLICIDADE
SOZINHA
Mulher é estuprada quando voltava para sua residência
Por João Barros
Em 14/05/2019 às 00:15

Uma auxiliar de serviços gerais, de 25 anos, foi mais uma vítima da violência imposta às mulheres quando por volta das 3h35 dessa segunda-feira, dia 13, foi estuprada por um desconhecido. Ela voltava para sua residência, no bairro Cidade Satélite, quando foi abordada.

De acordo com a vítima, o homem era branco, aparentando ter mais de 50 anos, com bigode branco e chegou em um carro, modelo Fiat Pálio, quatro portas, cor azul. Para intimidá-la, apontou uma arma e a obrigou a entrar no veículo. Em seguida levou a vítima para um terreno baldio. Ainda dentro do automóvel o homem tirou sua peça íntima e fez contato entre os órgãos genitais, portanto não houve penetração. A lei no 12.015, de 2009, teve alteração para entendimento de considerar “estupro” mesmo os atos em que não houve a penetração.

Após o ato, a vítima acreditou que iria morrer, mas o indivíduo mandou que ela saísse do carro, sem a bolsa que continha todos os seus documentos e um celular Samsung. Ela relatou aos policiais que correu até a rua “P”, no mesmo bairro, e pediu ajuda na casa de um senhor, ligando para o número 190.

PUBLICIDADE

Ela informou para a guarnição que não conhece o autor do crime. Apesar das buscas ao veículo com as características descritas pela vítima, os policiais não obtiveram êxito. O caso foi comunicado ao delegado de plantão da Central de Flagrantes do 5o DP, para que as medidas legais sejam adotadas. (J.B)

***
Gostou?
1
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!