CULTURA
Zanny Adairalba vai representar o Brasil em festival internacional de dramaturgia
No país, a escritora roraimense concorreu com 104 autoras das cinco regiões, recebendo o 1º lugar com a peça “Chegança – O cordel do bem-querer”
Por Folha Web
Em 14/06/2018 às 07:12
A escritora roraimense Zanny Adairalba superou outros escritores e vai representar o Brasil em festival internacional (Foto: Divulgação)

A escritora Zanny Adairalba foi uma das 11 autoras premiadas no VIII Festival Internacional de Dramaturgia Feminina La Escritura de Las Diferencias, realizado entre 1º e 10 de junho deste ano, em Havana, Cuba. O evento surgiu na Espanha em 1999 e é organizado pela Compagnia Teatrale Metec Alegre em parceria com a SGAE (Sociedad General de Autores y Editores). Seu propósito é incentivar e divulgar o trabalho de dramaturgas da América Latina.

No Brasil, Zanny concorreu com 104 autoras das cinco regiões, recebendo o 1º lugar com a peça “Chegança – O cordel do bem-querer”, uma comédia romântica dirigida ao público infanto-juvenil e ambientada no sertão pernambucano com personagens e linguagem típicos da cultura popular brasileira.

“Foi um feito e tanto. Houve peças muito boas, vindas de todas as partes do Brasil e autoras de renome concorrendo, como vimos depois, ao abrir os envelopes de identificação das inscritas”, afirma Maria Helena Kuhner, coordenadora da edição nacional.

O texto de Zanny Adairalba ganhou tradução para o espanhol e publicação impressa numa coletânea composta por obras representantes da Argentina, El Salvador, Guatemala, Honduras, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Espanha, Itália, República Dominicana e Venezuela, com divulgação nos países em que se desenvolve o projeto.

“Agradeço à comissão julgadora pela oportunidade de representar o Brasil neste projeto tão significativo para a dramaturgia latino-americana. Sinto-me extremamente feliz, sobretudo, por divulgar a arte popular brasileira”, diz Zanny.

Na área da dramaturgia, esta é a segunda obra da autora. Em 2003 foi coautora do 1º auto de Natal de Roraima. A peça, escrita no estilo de literatura de cordel, teve como título “Caimbé de Natal – O Auto de Macunaima” e foi encenada em praça pública por três anos consecutivos durante os festejos natalinos promovidos pela prefeitura de Boa Vista.

A AUTORA – Zanny é poeta e compositora. Autora de sete obras poéticas e cordéis que abordam temas variados, acumula em seu currículo diversos prêmios por seus trabalhos literários e musicais. Em 1992, deixou Pernambuco para residir em Roraima, onde desenvolve ações de incentivo à leitura e à literatura junto ao Coletivo Caimbé (www.caimbe.blogspot.com.br).

Em 2017 recebeu do Ministério da Cultura o título de Mestra da Cultura Popular, resultado de seu trabalho voltado para o fomento e a produção da literatura de cordel na Região Amazônica.

Dentre as ações de Zanny destacam-se palestras, saraus, rodas de leituras e oficinas literárias em feiras, escolas, teatros, centros culturais, praças públicas e comunidades indígenas, com circulação em sete dos 15 municípios de Roraima e também nos estados de Pernambuco e Alagoas. A escritora pode ser contatada via e-mail (zannyadairalba@gmail.com) ou pelo instagram @zannyadairalba.

***
Gostou?
0
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!