PUBLICIDADE
MORTE BRUTAL
Adolescentes degolam indígena que negou gole de cachaça
Suspeitos do crime seriam dois adolescentes que vivem na mesma comunidade da vítima
Por Folha Web
Em 05/08/2019 às 00:15
Com requintes de crueldade, os adolescentes degolaram a vítima e colocaram a cabeça em cima do corpo (Foto: Divulgação/PMRR)

VANESSA FERNANDES
Colaboradora da Editoria de Polícia

Dois adolescentes de 16 anos foram apreendidos por suspeita de assassinar com requintes de crueldade o motorista Jocelino Pereira Andrade, 32, durante a madrugada deste domingo (5), na Comunidade Indígena do Jabuti, altura do quilômetro 70 da BR 401, município de Bonfim, ao leste de Roraima. Quando a Polícia Militar chegou ao local, um dos jovens encontrava-se amarrado num tronco e o local do crime tinha sido isolado pelos próprios moradores. 

Segundo a PM, os adolescentes disseram em depoimento que estavam ingerindo bebidas alcoólicas e entre meia noite e duas da madrugada decidiram furtar casas próximas, mas em três residências invadidas não conseguiram encontrar nada que pudesse ser levado.

Após a tentativa frustrada, caminharam pela comunidade e se depararam com Jocelino que, segundo os suspeitos, carregava uma garrafa de cachaça. Os mesmos tentaram forçar a vítima a entregar a bebida, mas ele teria sacado uma faca e tentado golpear os menores, sendo dominado por eles.

PUBLICIDADE

Ainda conforme a PM, o motorista foi arremessado ao chão e um dos adolescentes começou a golpeá-lo no pescoço com a faca. O outro infrator fez a decapitação e colocou a cabeça da vítima em cima do corpo. Os dois teriam escondido a arma utilizada no crime em um matagal.

O menor que foi amarrado no tronco pelos moradores após o crime, confessou ter participado do homicídio e indicou o local onde o comparsa estaria escondido. Os agentes seguiram até o endereço e encontraram o outro adolescente que num primeiro momento negou, mas acabou confirmando a versão já contada. 

De acordo com os moradores da comunidade, Jocelino havia visto o momento em que os suspeitos invadiam as casas e teria tentado impedir, o que levou ao assassinato do mesmo.

 Ainda, disseram que os dois já são conhecidos na comunidade por cometerem delitos. Um deles foi flagrado recentemente vendendo maconha dentro de uma escola.

Ambos tiveram a voz de prisão decretada e, com as mãos algemadas, foram levados até a Delegacia de Bonfim. Por se tratar de menores de idade, ficarão à disposição da justiça especializada. (V.F.)

***
Gostou?
2
9
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!